Perde massa muscular? Nutricionista tira dúvidas sobre a dieta low carb

A especialista Valesca Trapp, do aplicativo Smartliv, responde perguntas sobre uma das dietas mais adotadas no Brasil

atualizado 30/07/2021 17:50

salada low carbGetty Images

O cardápio – que permite as mais variadas proteínas – e a perda de peso rápida fizeram com que a dieta low carb se tornasse uma das favoritas entre quem está buscando o emagrecimento. Entretanto, como tudo que se populariza de maneira muito rápida, uma série de inverdades sobre o estilo alimentar se consolidou no imaginário das pessoas.

A nutricionista Valesca Trapp, do aplicativo Smartliv, explica que a low carb é um estilo alimentar no qual que se restringe – mas não se anula – o consumo de carboidratos. A metodologia funciona na tentativa de reduzir a formação de açúcares e de gordura no organismo.

No cardápio low carb, ovos, carnes de todos os tipos, castanhas, nozes, queijos, vegetais com menos carboidratos e frutas com menos açúcares são permitidos. Há ainda a presença de gorduras naturais como manteiga, azeite de oliva, óleo de coco e banha.

A especialista, formada na Universidade de Brasília, respondeu às dúvidas mais comuns sobre a low carb para orientar os que desejam conhecer mais sobre a dieta. Ela ressalta, entretanto, que antes de iniciar um regime de emagrecimento é importante consultar um profissional da área de saúde, seja um médico ou nutricionista, para adaptar as indicações ao caso particular.

1) Na dieta low carb não se pode ingerir carboidratos?

Mito. Na low carb, o que ocorre é a restrição de carboidrato e não a proibição. Valesca explica que, nessa estratégia, há uma redução significativa do consumo do carboidratos.

“A low carb, de maneira geral, implica na redução do consumo de carboidratos. Dentro do seu total de calorias, cerca de 45% serão proveniente de carboidratos. Isso não quer dizer você vai deixar de consumir carboidrato totalmente e também não quer dizer que você nunca mais vá comer carboidrato. É uma redução na quantidade de ingestão.”

2) Carne, ovo, queijos e castanhas são os únicos alimentos que se pode consumir na low carb?

Mito. A variação de alimentos no cardápio de uma dieta low carb é vasta. Nela é possível a combinação e a substituição de itens que facilitem o planejamento da mudança alimentar. De acordo com Valesca, há a necessidade de consumir outros alimentos durante uma dieta low carb.

“Mais importante do que elencar alimentos específicos, é lembrar que a low carb não é simplesmente consumir carne, ovo, queijos e castanhas. É muito importante que o consumo de vegetais e de frutas seja adequado também, para ter um aporte suficiente de vitaminas, minerais e fibras.”

3) Ao adotar a low carb pode haver perda de massa muscular?

Verdade. Valesca Trapp explica que uma perda de massa muscular pode acontecer, conforme fatores associados. “Isso depende bastante do tipo de treinamento e da quantidade calórica ingerida, porque às vezes as pessoas reduzem muito a quantidade de carboidratos presentes na dieta. Também pode haver algumas alterações hormonais importantes, de hormônios sexuais, da produção de testosterona e isso também pode acabar impactando a questão da massa muscular”, esclarece.

4) A low carb pode sobrecarregar os rins e o fígado? 

Verdade. De acordo com Trapp, o excesso de proteína ingerido nessa prática alimentar pode ocasionar problemas renais e os órgãos podem ser sobrecarregados pelo excedente de gordura saturada e gordura trans. “As pessoas fazem escolhas ruins e geralmente passam a consumir muita carne vermelha e gordura saturada. Às vezes bacon, às vezes embutidos, e isso tudo gera essa cascata de problemas”, explica.

5) Há mais perda de peso nessa prática alimentar? 

Mito. Segundo a nutricionista Valesca Trapp, esse é o maior mito sobre a low carb. “O maior mito da low carb é falar que, com menos carboidrato, você perde mais peso. Geralmente a low carb te deixa mais saciado, então você tem uma tendência a consumir menos calorias. Mas, talvez seja menor quantidade de alimentos e não menor quantidade calórica.”

6) A low carb não é boa para todo mundo?

Verdade. Valesca explica que assim como tantas outras dietas, na low carb as vantagens podem ser diferentes por uma série de fatores. “Os benefícios variam de pessoa para pessoa, conforme o estilo de vida, as preferências alimentares e outras circunstâncias. Então, não tem como a gente falar que a low carb vai ser boa ou ruim para todo mundo. Até porque ela pode ser usada de várias maneiras, para pessoas diferentes, em diversas formas de estratégia profissional”, explica

A especialista ressalta a importância do acompanhamento de um profissional de saúde para que a escolha do cardápio seja montado de maneira individualizada. “Não é que a dieta low carb seja totalmente ruim ou 100% boa. É sempre essa questão do equilíbrio e das melhores escolhas possíveis”, aponta.

Últimas notícias