Exame descarta coronavírus em menina brasileira nas Filipinas

Família continuará em área isolada no hospital até a realização de uma contraprova, para descartar por completo o diagnóstico da criança

atualizado 29/01/2020 10:44

coronavírusNIAID/RML

O primeiro exame realizado em uma menina de 10 anos com suspeita de coronavírus deu negativo, segundo a equipe médica do hospital onde ela e a família estão isoladas. A informação foi repassada pelo embaixador do Brasil no país, Rodrigo do Amaral Souza ao jornal Hora 1, da Globo.

No entanto, mesmo com o resultado negativo, a unidade médica realizará uma contraprova, no intuito de descartar por completo o diagnóstico. Até a divulgação do novo resultado, a criança e os familiares que estão com ela permanecerão em área isolada no hospital.

A criança, que está com a mãe colombiana e pai brasileiro, mora na cidade chinesa de Wuhan, o epicentro das infecções pela nova variação da doença. Os três estavam viajando de férias nas Filipinas, quando a menina começou a apresentar febre e dificuldade para respirar.

No sábado (25/01/2020), quando a família buscou ajuda no hospital Palawan, em Puerto Princesa, os três foram imediatamente isolados. No último domingo (26/01/2020), o Ministério das Relações Exteriores (MRE) confirmou a informação sobre a situação da família no país.

Inoportuno

Nessa terça-feira (28/01/2020), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse que “não seria oportuno” retirar a família brasileira das Filipinas e trazê-la para o Brasil. “Não seria oportuno retirar de lá, com todo respeito. Pelo contrário. Agora, não vamos colocar em risco nós aqui por uma família apenas, tá certo? A gente espera que os dados da China sejam reais. Só isso de pessoas contaminadas. Se bem que são bastantes. Mas a gente sabe que esses países são mais fechados no tocante a informações”, disse.

A província de Hubei, na China, confirmou nessa terça-feira (28/01/2020) mais 25 mortes. A agência estatal CGTN elevou para 132 o número total de mortes pelo novo coronavírus, sendo 125 apenas na província, que tem a cidade de Wuhan. Com o novo balanço, mais 1.401 casos foram confirmados, elevando para 5.997 infectados no mundo.

No Brasil, mais dois casos suspeitos de coronavírus estão sendo investigados, de acordo com o Ministério da Saúde. As novas suspeitas são de pacientes internados em Porto Alegre (RS) e Curitiba (PR). Ontem, a pasta havia informado que está aguardando os resultados do exame metagenômico para confirmar ou descartar a infecção em uma estudante de 22 anos em Minas Gerais.

Últimas notícias