Covid: conselheiros do FDA pedem vacina atualizada contra a Ômicron

Grupo de especialistas recomenda que novos reforços sejam aplicados com fórmulas desenhadas para atuar contra novas subvariantes

atualizado 29/06/2022 10:04

Aline Massuca/ Metrópoles

Os conselheiros da Food and Drug Administration (órgão americano equivalente à Anvisa) recomendaram, na noite dessa terça (29/6), que os próximos reforços da vacina contra a Covid-19 sejam atualizados para combater as novas variantes do coronavírus.

O grupo aconselha o órgão, que deve acatar ou não a recomendação. A decisão deve ser tomada no começo de julho.

Segundo os cientistas, é preciso criar fórmulas que ataquem as subvariantes BA.4 e BA.5 da Ômicron, que já se tornaram dominantes em grande parte do mundo. O FDA pretende lançar uma nova campanha de reforços para a vacina nos Estados Unidos até outubro, no outono do hemisfério norte.

“Quanto mais próxima for a vacina da cepa circulante, acreditamos que melhor deve ser a eficácia do imunizante, e potencialmente, a fórmula também ofereceria uma maior durabilidade na proteção”, explica o diretor do centro de pesquisa e avaliação biológica do órgão, Peter Marks, em entrevista coletiva.

Na reunião, representantes da Pfizer, Moderna e Novavax apresentaram dados mostrando que estão fazendo testes de fórmulas feitas a partir da variante Ômicron. Segundo a Moderna, seria possível entregar vacinas contra a cepa até setembro — porém, um imunizante para as novas subvariantes só ficaria pronto no começo de novembro.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

Mais lidas
Últimas notícias