Covid-19: Saúde afirma que epidemia está se estabilizando no Brasil

Novo secretário de vigilância em saúde diz que epidemia está atingindo platô com diminuição de óbitos e estabilização de diagnósticos

atualizado 18/06/2020 21:18

Coronavírus com mapa do Brasil ao fundoYanka Romão/Arte Metrópoles

Em entrevista coletiva na tarde desta quinta-feira (18/06), o novo secretário de vigilância em saúde do Ministério da Saúde, Arnaldo Correia, afirmou que os dados do coronavírus das últimas semanas dão a entender que o Brasil está entrando em um platô na curva epidemiológica da Covid-19.

“A tendência é de estabilização, percebemos uma diminuição no número de novos óbitos e estabilização de casos diagnosticados. Precisamos confirmar se isto se mantém nos próximos 15 dias”, afirma Correia.

Nas últimas semanas, a pasta afirmava que há preocupação com a chegada do inverno, que começa neste final de semana. A época mais fria atinge as regiões Sul e Sudeste (que são as áreas com maior concentração populacional do país) com mais força, e a transmissão dos vírus respiratórios é maior.

Segundo o secretário, a análise é feita no dia a dia e a sazonalidade da doença é, de fato, uma complicação enxergada com preocupação pela pasta. “Estamos atentos para avaliar o comportamento epidemiológico que vai se configurar com a chegada do inverno. A estabilização nos parece uma realidade, mas precisamos avaliar nas próximas semanas”, diz.

Na quarta (17/06), o diretor de emergências da Organização Mundial da Saúde (OMS), Michael Ryan, afirmou que o Brasil não tem mais um crescimento tão exponencial como era visto nas semanas anteriores, mas afirmou que a situação segue sendo de cautela. Correia comemorou que a visão da entidade internacional seja a mesma do Ministério da Saúde.

0

Últimas notícias