Covid-19: Pfizer inicia testes de vacina em jovens a partir de 12 anos

Farmacêutica é a primeira a realizar ensaios clínicos nos Estados Unidos com voluntários adolescentes

atualizado 14/10/2020 15:14

kuniharu wakabayashi, Getty Images

A farmacêutica Pfizer vai iniciar testes de sua candidata à vacina contra Covid-19 em adolescentes nos Estados Unidos.

De acordo com a CNN, a imunização será aplicada em jovens a partir dos 16 anos ainda nesta semana e, em seguida, a faixa etária de 12 a 15 anos também será incluída nos ensaios clínicos de desenvolvimento da vacina contra o coronavírus.

Nos Estados Unidos, a Pfizer tem autorização do Food and Drug Administration (FDA) para recrutar voluntários a partir de 12 anos. No Brasil, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou que a fórmula desenvolvida pela farmacêutica seja avaliada em voluntários a partir de 16 anos.

Apesar de crianças e adolescentes não estarem entre os mais vulneráveis para a Covid-19, a infecção pode vitimá-los e a imunização do grupo é considerada importante para controlar a disseminação do vírus.

“É importante lembrar que, embora a taxa de mortalidade de crianças com Covid-19 seja menor do que a de adultos mais velhos, não é zero”, afirmou Robert Frenck, diretor do Centro de Pesquisa de Vacinas do Hospital Infantil de Cincinnati.

O hospital infantil será o primeiro dos Estados Unidos a aplicar uma potencial vacina contra a Covid-19 em voluntários mais jovens.

No Reino Unido, a vacina elaborada pela Universidade de Oxford e a AstraZeneca está sendo testada em crianças de 5 a 12 anos desde maio deste ano.

Últimas notícias