Covid-19: pesquisa sugere queda rápida da imunidade em assintomáticos

Feito pelo Imperial College, de Londres, estudo dá destaque aos casos assintomáticos da doença

atualizado 27/10/2020 14:05

coronavírus ilustraçãoGetty Images

Um estudo com 350 mil pessoas na Inglaterra mostrou que a imunidade contra a Covid-19 cai rapidamente após o fim da infecção, principalmente em pacientes assintomáticos. A pesquisa, feita pelo Imperial College London e Ipsos Mori, afirma que a defesa do organismo só deve durar alguns meses.

Os participantes foram escolhidos de maneira aleatória na Inglaterra, entre 20 de junho e 28 de setembro. Os envolvidos na pesquisa fizeram testes regulares para verificar a presença de anticorpos contra o coronavírus. A proporção de pessoas com células de defesa caiu de 6% para 4,4% durante o período analisado.

Em comunicado, os responsáveis pelo estudo sugerem que os resultados podem ser explicados por uma queda rápida da imunidade nas semanas ou nos meses após a infecção.

Os números são ainda mais chamativos entre os pacientes assintomáticos: a proporção de anticorpos diminuiu 64% durante o período.

A pesquisa mostra que esta queda é também mais frequente em pacientes idosos. Entre o fim de junho e setembro, a quantidade de participantes com mais de 75 anos com anticorpos teve queda de 39%, enquanto a porcentagem entre pessoas de 18 a 24 anos foi de 14,9%.

“Este estudo representa um elemento crucial da pesquisa, uma vez que nos ajuda a compreender como os anticorpos da Covid-19 evoluem ao longo do tempo”, afirmou o secretário de Saúde do Reino Unido, James Bethell, à AFP.

0

Últimas notícias