Imunidade de vacina russa contra Covid-19 deve durar entre 1 e 2 anos

Segundo Denis Logunov, o tempo real de imunidade "depende das pessoas", mas mais informações estarão disponíveis ao final da pesquisa

atualizado 19/10/2020 16:34

vacinasKarl Tapales/Getty Images

A imunidade contra a Covid-19 da vacina Sputnik V, produzida na Rússia, deve durar entre um e 2 anos, estimou um cientista que participa da produção da substância.

A declaração foi dada por Denis Logunov, diretor adjunto do Trabalho Científico do Instituto de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia de Gamaleya, durante uma coletiva de imprensa virtual que aconteceu na manhã desta segunda-feira (19/10).

Segundo Logunov, o tempo real de imunidade “depende das pessoas”, mas mais informações estarão disponíveis ao final da pesquisa. Ele citou que a proteção contra a Ebola, por exemplo, durou dois anos. “Contra a Mers [Síndrome Respiratória do Oriente Médio] tínhamos duração de quase dois anos, um ano com certeza.

Leia mais em Bahia Notícias, parceiro do Metrópoles.

Últimas notícias