Comer abacate 2 vezes por semana reduz risco de infarto, diz pesquisa

Estudo afirma que duas porções de 80 gramas de abacate por semana diminuem risco de ataques cardíacos em 21%

atualizado 30/03/2022 21:16

Abacate

Comer pelo menos duas porções de abacate por semana foi capaz de reduzir em 21% o risco de ataques cardíacos em homens e mulheres, segundo pesquisa publicada na Journal of the American Heart Association. O tamanho ideal para a porção é de cerca de 80 gramas.

“Embora nenhum alimento seja a solução para uma dieta saudável rotineiramente, este estudo é uma evidência de que os abacates têm benefícios à saúde”, afirmou Cheryl Anderson, presidente do Conselho de Epidemiologia e Prevenção da American Heart Association, em comunicado à imprensa.

O estudo analisou dados de saúde de 68.000 mulheres e 41.000 homens obtidos em 30 anos durante dois estudos governamentais de longo prazo. No início da pesquisa, todos os participantes estavam livres de câncer, doença cardíaca coronária e acidente vascular cerebral.

A taxa foi encontrada analisando os indicadores de saúde do grupo que comia a fruta regularmente e dos que não tinham hábito de comer ou comiam pouco. A vantagem foi claramente notada entre os que substituíam manteiga, margarina, queijo e carne processada por abacate.

“Se o abacate substituiu a manteiga e a margarina como pasta, ou foi comido no lugar de carnes processadas ou queijo em um sanduíche, as diferenças nutricionais são consideráveis e se espera que mudem o resultado da saúde”, explicou David Katz, presidente e fundador da organização sem fins lucrativos True Health Initiative, em entrevista à CNN.

Propriedades e substitutos

Os abacates são fontes particularmente ricas de gorduras boas e fibras, que contribuem para a manutenção do colesterol bom no organismo. Contudo, podem ser caros e, nem sempre, acessíveis. Castanhas, azeitonas, azeite e uma variedade de sementes, como a de abóbora e a de girassol, são substitutos semelhantes.

Outros alimentos que trazem grandes benefícios para a saúde e possuem preço mais em conta são feijão, grão de bico e lentilhas.

0

 

 

Mais lidas
Últimas notícias