Cientista explica por que é difícil ganhar músculos depois dos 50 anos

Pesquisadores explicam que células musculares mais velhas não são estimuladas como em jovens

atualizado 07/02/2022 15:50

homem de cabelos brancos fazendo exercício, fotografia coloridaGettyImages

Em um artigo publicado na plataforma de divulgação científica The Conversation, o pesquisador Roger Fielding, professor de medicina da Tufts University, nos Estados Unidos, explica por que é tão difícil ganhar músculos depois dos 50 anos.

O cientista, que pesquisa envelhecimento e nutrição, conta que, quando um indivíduo faz exercícios de força e contrai um músculo, há uma mudança nos níveis de vários elementos químicos no local. Receptores na superfície do músculo detectam o movimento e alteram a dose das substâncias para aumentar a quantidade de proteínas que serão incorporadas nas fibras musculares para expandir o tamanho do músculo e gerar força.

Em uma pessoa jovem e saudável, esse mecanismo envolve a expressão de mais de 150 genes. Em indivíduos com mais de 50, apenas 42 genes são ativados. Para os pesquisadores, essa diferença de sinais dificulta o processo de crescimento de músculo entre os indivíduos mesmo que esteja sendo administrada a mesma quantidade de exercício.

“Pessoas jovens e velhas constroem músculo do mesmo jeito. Mas conforme se envelhece, os processos biológicos que transformam exercício em músculo se tornam menos efetivos. Essas mudanças começam a acontecer quando a pessoa chega aos 50 anos e se tornam mais claras com o passar do tempo”, explica Fielding.

Apesar disso, o cientista lembra que o exercício é essencial para manter a saúde durante a velhice e evitar muitas doenças. Para ele, as descobertas da equipe apenas reforçam e encorajam a não abandonar a atividade física com o passar dos anos.

Mais lidas
Últimas notícias