Casos e óbitos por Covid-19 se estabilizaram na última semana, diz Saúde

Segundo o governo, apenas nove estados tiveram aumento na quantidade de casos e 10, nos óbitos. No geral, diferença foi de 0% em uma semana

atualizado 15/07/2020 19:24

coronavírus nas ameeicasArte/Metrópoles

Em entrevista coletiva na tarde desta quarta-feira, o Ministério da Saúde afirmou que o número de casos e óbitos por coronavírus no Brasil não registrou aumento significativo entre as semanas epidemiológicas 27 (28/6 a 4/7) e 28 ( 5/7 a 11/7) e parecem estar em estabilização. Esta é a primeira vez que a quantidade e diagnósticos não aumenta substancialmente em sete dias.

Segundo Arnaldo Correia, secretário de vigilância em saúde da pasta, das 27 unidades federativas do país, apenas nove registraram aumento na quantidade de casos, e 10, na de óbitos. Nos diagnósticos, os estados que tiveram crescimento foram Tocantins, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Pernambuco. Já na porcentagem dos óbitos, entram o Distrito Federal, Bahia e Paraná, e saem São Paulo e Mato Grosso do Sul.

O secretário diz ainda que os estados das regiões Sul e Centro-Oeste são os que mais preocupam o governo, já que a maioria registrou alta na semana 28. Em geral, houve um aumento de 8% nos casos e 36% nos óbitos na região Sul e de 6% e 26%, respectivamente, no Centro-Oeste. No Norte e Nordeste, houve queda nas duas curvas, e no Sudeste, os falecimentos caíram 3% e os casos, aumentaram 7%.

Nos slides apresentados pelo Ministério, a quantidade de testes feitos na última semana, entretanto, parece ter sido menor do que no período anterior — de 118.751 para 100.048. A justificativa da equipe da pasta é que, apesar de os dados terem sidos fechados no sábado, as informações precisam ser digitadas e muitos testes ainda estão em processamento, mas devem entrar nas estatísticas na próxima divulgação do boletim epidemiológico.

0

Últimas notícias