Brasil monitora vacina Pfizer da Covid-19, mas ainda não garantiu compra

Imunizante assumiu liderança entre as vacinas mais promissoras após empresa anunciar eficácia de 90% nos ensaios clínicos da fase 3

atualizado 09/11/2020 17:32

vacinaPixabay

A vacina Pfizer/BioNTech é uma das fórmulas monitoradas pelo Ministério da Saúde para possível aquisição. Nesta segunda-feira (9/11), ao serem anunciados os resultados preliminares dos ensaios clínicos da fase 3, o imunizante assumiu a liderança entre as vacinas mais promissoras do mundo contra a Covid-19.

O Brasil ainda não tem acordo estabelecido para reserva de doses da vacina com a Pfizer, mas a fórmula está entre as nove acompanhadas de perto pela pasta para possível aquisição. “Todas as apostas necessárias serão feitas para achar uma solução efetiva, em qualidade e quantidade necessárias para imunizar a população brasileira”, afirma o órgão do Executivo em nota.

A candidata à vacina contra Covid-19 da Pfizer/BioNTech mostrou 90% de eficácia em uma análise preliminar dos ensaios clínicos de fase 3 – a última antes do registro de um imunizante. Diante disso, as duas empresas que desenvolvem a fórmula afirmaram que vão encaminhar pedido para uso emergencial da vacina nos Estados Unidos ainda neste mês.

A notícia foi recebida com entusiasmo em todo o mundo por ser a primeira vez em que resultados de ensaios clínicos da fase 3 são divulgados. Em outras palavras, verificou-se que a fórmula Pfizer/BioNTech funciona na prática, em um cenário real. Entre 94 voluntários que foram contaminados pelo Sars-CoV-2 em suas atividades cotidianas, 90% apresentaram resposta imunológica esperada, neutralizando o vírus.

142 milhões de doses

Até aqui, o governo brasileiro tem garantida a compra de 142 milhões de doses de vacinas contra Covid-19. A conta compreende as imunizações negociadas com o laboratório AstraZeneca, responsável pelo desenvolvimento da vacina de Oxford, e as obtidas por meio da adesão ao consórcio internacional Covax Facility, capitaneado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Últimas notícias