Boa higiene oral ajuda a diminuir risco de doenças cardíacas

Evidências científicas comprovam ligação entre saúde da boca e do coração. Germes migram para outras regiões através da corrente sanguínea

atualizado 19/12/2019 14:55

Reprodução

A saúde oral esta relacionada com a saúde do coração: pessoas com problemas dentários como placa ou inflamações gengivais correm mais riscos de sofrer de doenças cardiovasculares se comparadas à pessoas que têm uma boa saúde oral.

Assim, é muito importante manter uma higiene oral correta, visitando o dentista com frequência, de forma a evitar a proliferação de bactérias nos dentes e nas gengivas.

Saiba por que a higiene oral está relacionada com doenças cardíacas:
Problemas orais, como a gengivite ou periodontite, por exemplo, permitem a disseminação de bactérias e outros germes que estão sujeitos a migrar da boca para outras regiões por meio da corrente sanguínea, podendo alcançar o coração. Lá os microrganismos podem causas inflamações ou infecções no seu revestimento interno.

O sangramento gengival também proporciona um acesso direto das bactérias para a circulação sanguínea.

Sinais e sintomas que indicam risco de doença cardíaca
Alguns sinais e sintomas de doença periodontal são:

  • Vermelhidão das gengivas — que podem estar inchadas ou doloridas;
  • Sangramento da gengiva na hora de comer, usar o fio dental ou escovar os dentes;
  • Presença de pus e outros sinais de infecção em torno das gengivas e dos dentes;
  • Retração gengival;
  • Mau hálito frequente ou gosto ruim na boca;
  • Dente mole ou afastado dos outros dentes;

O que fazer para evitar complicações
Para manter uma boa saúde oral, deve-se ir ao dentista com frequência, principalmente, se verificar algum destes sintomas. Também é importante fazer uma higiene bucal correta, escovando os dentes 3 vezes ao dia com uma escova macia. Além disso, recomenda-se usar fio dental e enxaguante oral pelo menos uma vez ao dia. (Com informações do portal Tua Saúde)

Últimas notícias