EUA: homem negro de 99 anos passa 20 minutos na fila para votar em Biden

O senhor disse que fez questão de esperar para votar e se declarou orgulhoso: "Lembro de quando não podia votar"

atualizado 03/11/2020 19:50

Reprodução Abc News Rhonda Smith

Com máscara e broche com os dizeres “Eu votei”, Robert H. Smith Sr., de 99 anos, passou cerca de 20 minutos na fila, nesse último sábado (31/10), para exercer o seu papel político e votar nas eleições norte-americanas. O caso ocorreu na cidade de Jackson, no Mississipi, sul dos Estados Unidos. 

O senhor disse à ABC News que fez questão de ficar na fila para votar e se declarou orgulhoso sobre o seu gesto: ” Eu lembro de quando não podia votar”. Ele nasceu em um plantação no estado de Lousiana, em 1921.

Esperançoso, Robert H. Smith, que declarou o voto em Joe Biden, ainda afirmou: “Só espero que as coisas melhorem politicamente. Não acho que temos que ter a situação que temos hoje”.

Os negros norte-americanos só puderam votar a oartir de 1870, com a promulgação da 15ª Emenda. Mas mesmo assim não era fácil: nos EUA, os negros sempre enfrentaram dificuldades para exercer a sua cidadania, como a necessidade de realizar testes de alfabetização e taxas de votação em algumas regiões do país.

Em 1965, durante o governo Lyndon B. Johnson, foi sancionado o Ato do Direito ao Voto (“Voting Rights Act”, em inglês), durante o movimento pelos direitos civis, que proíbe a discriminação racial nos estados e distritos.

0

 

Últimas notícias