Donald Trump diz que fará declaração nos EUA “quando e se houver vitória”

Como a modalidade de voto por correio é popular entre os democratas, é provável que as primeiras parciais sejam favoráveis ao republicano

atualizado 03/11/2020 15:03

Divulgação

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, expressou confiança nas chances de garantir a reeleição, nesta terça-feira (3/11). O republicano acredita que tem “sólida chance de ganhar” mais quatro anos na Casa Branca. Ao ser questionado se pretende declarar vitória ainda nas parciais, ele disse disse que não.

“Quando houver vitória, se houver vitória. Eu acho que seremos vencedores. Acho que as pesquisas, você sabe, estão escondendo [a realidade]. Acho que teremos vitória. Mas [só declararei] quando houver vitória. Não há motivo para jogos”, afirmou em entrevista por telefona à Fox News.

Com o incentivo de realizar a votação pelos correios, é possível que a apuração leve mais tempo do que o normal, pois muitos estados não puderam apurar os votos antecipadamente.

Visto que a modalidade de voto por correio é popular entre os democratas, e mais demorada para ser apurada, e o voto presencial é preferido por republicanos, é provável que os primeiros resultados sejam favoráveis a Trump, criando a falsa impressão de que ele estaria à frente da disputa eleitoral.

0

Votação

Donald Trump votou no sábado (24/10), na Flórida, 10 dias antes da data oficial das eleições. Após votar em uma biblioteca pública em West Palm Beach, perto do clube de golfe do qual é dono, ele brincou: “Eu votei em um cara chamado Trump”.

O presidente disse, ainda, que é muito seguro votar presencialmente, pois, em outras ocasiões, havia afirmado que a expansão do voto pelo correio pode resultar em fraude eleitoral.

Mais de 56 milhões de americanos já votaram nas eleições deste ano, a maioria pelo correio. Esse é um número recorde.

Últimas notícias