Criança de 1 ano está entre as vítimas do avião que caiu no Irã

Kurdia Molani é a mais jovem das vítimas do Boeing 737-800. Ela estava ao lado de seus pais, Evin Arsalani, de 30 anos, e Hiva Molani, de 38

atualizado 08/01/2020 16:28

Reprodução/Facebook

Entre os passageiros do Boeing 737-800 da Ukraine International Airlines, que caiu logo após decolar do aeroporto de Teerã, capital do Irã, na madrugada desta quarta-feira (08/01/2020), com 176 pessoas a bordo, estava a menina Kurdia Molani, de apenas 1 ano, a mais jovem das vítimas. Ela estava ao lado de seus pais, Evin Arsalani, de 30 anos, e Hiva Molani, de 38. A família voltava para a cidade de Ajax, em Ontário, no Canadá. As informações são da revista Época.

“Neste momento, não quero entender como isso aconteceu, o que importa é que perdi minha família”, disse Omid Arsalani, irmã de Evin, em entrevista à rede CBC Toronto. Ele disse que está com o “coração partido”, sem conter o choro na conversa por telefone.

Evin Arsalani trabalhava como analista de negócios na CIBC, junto com o marido, Hiva Molani. Eles viajaram com a filha para um casamento no Irã, em 8 de dezembro do ano passado. No último dia 2 de janeiro, Evin comemorou seu aniversário. Nesta quarta, a família retornava ao Canadá.

“Ela (Evin) estava feliz, viu membros da família, todas as pessoas da família que não via há anos”, disse Arsalani, que escreveu em sua página no Facebook: “I miss you baby sister”, algo como “Sinto sua falta, irmãzinha”.

Queda após decolagem
O voo PS752 da companhia Ukraine International Airlines transportava 176 pessoas e caiu logo após a decolagem do aeroporto do Teerã.

De acordo com o ministro das Relações Exteriores ucraniano, Vadym Prystaiko, a bordo estavam 82 iranianos, 63 canadenses, 11 ucranianos, 10 suecos, quatro afegãos, três alemães e três britânicos. Ninguém sobreviveu.

Entre os mortos, estão 25 crianças e adolescentes de até 18 anos de idade. A vítima mais velha é Dhirani Asgar, de 75 anos.

Últimas notícias