Não há sobreviventes em queda de avião ucraniano em Teerã

Havia 176 pessoas a bordo. A queda teria acontecido pouco após a decolagem do aeroporto Imam Khomeini

atualizado 08/01/2020 7:57

Reprodução/Twitter

A queda de um Boeing 737-800 de uma companhia ucraniana em Teerã não deixou sobreviventes, segundo a TV estatal do Irã. Havia 176 pessoas a bordo, de acordo com relatos preliminares.

A aeronave da Ukraine International Airlines havia decolado na madrugada desta quarta-feira (08/01/2020), rumo a Kiev, mas caiu minutos depois, nos arredores da capital iraniana.

O desastre ocorreu horas após o Irã atacar posições americanas no Iraque, mas as primeiras informações indicam que o avião se acidentou por causa de problemas mecânicos.

O voo 752 da Ukraine International Airlines decolou com uma hora de atraso do Aeroporto Internacional Imam Khomeini, às 6h12 desta quarta-feira (horário de Teerã; 23h42 de terça-feira em Brasília), e perdeu contato com a torre dois minutos depois, às 6h14.

Imagens divulgadas nas redes sociais mostram um clarão no céu no momento em que a aeronave começa a cair.

O site da emissora do Catar Al-Jazeera, citando a mídia iraniana, afirmou que a queda aconteceu perto de Parand, um subúrbio de Teerã.

Em seu perfil no Twitter, a Boeing escreveu que está ciente das notícias sobre o acontecido no Irã e que está coletando mais informações.

O acidente de avião mais grave do Irã ocorreu recentemente em fevereiro de 2018, quando um ATR-72 da companhia aérea iraniana Aseman caiu em uma área montanhosa do centro do Irã, matando 59 passageiros e seis membros da tripulação viajando a bordo

(Com informações da Agência Estado).

Últimas notícias