Aviões chineses voltam a sobrevoar Taiwan após visita de Pelosi

De acordo com o governo local, 27 aeronaves da Força Aérea da China sobrevoaram o espaço aéreo da ilha nesta manhã

atualizado 03/08/2022 13:52

Taiwanese Foreign Ministry / Handout/Anadolu Agency via Getty Images

Aviões de guerra chineses voltaram a sobrevoar a ilha de Taiwan na manhã desta quarta-feira (3/8), após a visita de Nancy Pelosi, presidente da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos.

De acordo com o Ministério da Defesa, foram registrados voos de 27 aeronaves da Força Aérea da China sobre a ilha, e 22 deles cruzaram o estreito de Taiwan, no limite da fronteira com o espaço aéreo chinês.

A viagem de Pelosi foi vista como uma provocação dos Estados Unidos à China, já que Pequim considera a ilha como parte de seu território. O caso provocou uma das maiores crises diplomáticas recentes.

N=a terça, o Ministério dos Negócios Estrangeiros da China declarou, em nota, que a visita da presidente da Câmara é “uma violação severa do princípio de Uma Só China e das estipulações dos três comunicados conjuntos China-EUA”. “Todos esses atos são muito perigosos. É como se brincassem com o fogo, e quem brinca com o fogo acaba se queimando”, alertou o órgão.

A China ainda não informou se o sobrevoo faz parte de alguma atividade militar na região.

Mais lidas
Últimas notícias