Veja dicas e aprenda a harmonizar cerveja com comida

O mercado de cervejas é tão complexo quanto o de vinhos e suas harmonizações estão cada vez mais comuns. Entenda

atualizado 10/08/2020 10:10

cerveja com petiscoUnsplash

O Dia da cerveja foi comemorado na última sexta-feira (7/8) e atualmente a bebida alcançou um novo status dentro da gastronomia: ela não é mais apenas um acompanhamento de churrascos e petiscos.

Fato é que atualmente a complexidade da “breja” vem sendo levada cada vez mais a sério e o estudo de suas harmonizações vem se intensificando. Já falei sobre como melhor harmonizar comidas com vinhos e agora é a vez da paixão nacional.

A variedade de tipos de cervejas é muito ampla, mais de 150, então focarei aqui em discorrer como harmonizá-las de acordo com suas características e o tipo de harmonização.

0
Por semelhança

É a mais comum e também a mais fácil. Inclusive, muitas vezes se faz uso da própria cerveja na receita, deixando o paralelo ainda mais evidente. Por exemplo, podemos dizer que cervejas mais leves como as Pilsen são uma boa combinação para frutos do mar, já as Stout vão bem com doces de chocolate e café. Basicamente procure algo que tenha sabor e potência semelhante ao rótulo escolhido. Procure harmonizar pela cor, quanto mais escura a cerveja, mais escuro deve ser o alimento.

Já no que se refere à picância, procure equiparar essa característica ao lupulado da bebida.

Por contraste

Essa é mais complexa, e um desafio interessante aos amantes da gastronomia com paladar aguçado. Pense na cerveja como um ingrediente: se o preparo for muito gorduroso ou defumado, quebre essa característica com uma bebida puxada no teor ácido. Já se for muito doce, contraste com mais amargas e maltadas, colocando um para parear o outro. A propósito, uma bebida amarga também é um bom contraste para alimentos curados, com alto teor de sal.

Por último, preparos picantes casam bem com dulçor pronunciado, entram aí as Malzbiers, por exemplo.

Por complementação

A harmonização mais complexa tanto nos vinhos quanto nas cervejas. Isso ocorre porque deve-se somar uma característica do preparo com uma da bebida, gerando um novo sabor em sua boca. Como por exemplo uma feijoada com uma cerveja com notas de laranja. Ou um pato com uma cerveja que seja extremamente frutada. Uma sobremesa de mascarpone com uma cerveja com notas fortes de café, remetendo a um tiramisu.

Para esse tipo de harmonização é necessário ter conhecimento tanto sobre um preparo quanto sobre a bebida quanto sobre o resultado esperado. Se você conseguir chegar nessa etapa, parabéns! É o mais desenvolvido que há em termos de combinações e sensibilidade de paladar.

Últimas notícias