Vitrine M

Descubra os principais copos para degustar cervejas e complete sua coleção

Entre as inúmeras escolas cervejeiras, destacam-se 9 tipos específicos de copos que valorizam adequadamente os tipos de bebida

atualizado 07/07/2020 19:39

Copos de cervejaVitrineM

De taças a canecas, o mundo cervejeiro é repleto de copos para degustar cada estilo de cerveja. Os diferentes formatos, assim como é o caso das taças de vinho, valorizam as características sensoriais de cada escola cervejeira, passando por cor, aroma, corpo e, é claro, sabor.

A dica de muitos sommeliers para quem não tem um ou outro modelo específico é degustar a bebida em uma taça de vinho comum. Mas, cervejeiro que é cervejeiro tem um copo de cada marca, afinal, não basta provar cervejas deliciosas, vale colecionar diferentes modelos, com design interessante. O Metrópoles selecionou os 9 modelos mais comuns para degustação.

Bolleke

Esta taça robusta tem a boca larga, que valoriza os aromas de cervejas belgas. O copo foi usado pela primeira vez pela De Konick, uma cervejaria da região da Antuérpia, na Bélgica. Ficou tão famoso que, na região, pedir uma bolleke significa pedir uma taça da marca.

R$ 29,59EmpresaComprar

Goblet

Esta taça é ideal para degustar cervejas encorpadas e complexas, como as de produção belga. Os copos têm modelos variados e alguns deles contam com um entalhe no fundo, formando um ponto de nucleação de dióxido de carbono, permitindo a formação constante de espuma.

R$ 53,99EmpresaComprar

Lager

Um dos modelos mais populares do país, o copo Lager tem uma base espessa e estreita, que vai se alargando até a boca. Isso ajuda a formar e a manter a espuma. Esses copos são muito usados para servir cervejas do tipo Pilsen e Lager e são ideais para apreciar a clareza, a transparência e a efervescência da bebida.

R$ 45,90EmpresaComprar

Pint

Embora a terminologia seja usada nos bares ingleses para se falar em uma unidade de medida – um pint equivale a 568 ml na Inglaterra e 473 ml nos Estados Unidos –, o formato tradicional do copo usado em pubs no Reino Unido acabou levando a fama e o nome. O vasilhame tem uma base estreita, que se alarga na boca.

R$ 25,90EmpresaComprar

Pokal

Uma das taças mais comuns para degustação de cervejas, a pokal tem sempre uma haste de sustentação e um leve estreitamento na boca, que permite a retenção de aromas mais difíceis de notar na degustação. O modelo ajuda a preservar a espuma, além de circular bem os perfumes da cerveja. É um copo considerado coringa, mas é melhor recomendado para o serviço de cervejas de maior carbonatação.

R$ 49EmpresaComprar

Stein

O primeiro copo de cerveja da história é robusto, pesado, conta com uma alça e vem em diversos tamanhos e formatos. A caneca é usada para o consumo de cervejas alemãs – tradicional em festivais, elas podem comportar até um litro da bebida.

R$ 48,90EmpresaComprar

Trapist

Inventada nos mosteiros trapistas, a trapist foi inspirada nas taças de champanhe de boca larga, similares à taça bolleke. Com fundo raso, valoriza cervejas frutadas e complexas, geralmente vindas da Bélgica.

R$ 58,76EmpresaComprar

Tumbler

Ideal para cervejas tipo witbier, que não exigem uma formação de espuma muito espessa. Geralmente, a base e a boca têm larguras similares e não têm haste. O copo ficou famoso por causa da alemã Hoeggarden: o modelo da marca tem a face sextavada e pode comportar 300ml ou 500ml da bebida.

R$ 56,88EmpresaComprar

Weizen

Provavelmente, a primeira compra de toda coleção de copos de cerveja. Indicados para cervejas de trigo, o copo weizen tem formato que permite a formação de um colarinho alto, característico da escola cervejeira.

R$182,38EmpresaComprar

Os valores mencionados se referem à data de publicação da matéria e podem sofrer alterações de acordo com os critérios de cada loja. O Metrópoles não comercializa os produtos ou serviços citados.

Mais Vitrine M
Newsletter