Vitrine M

Conheça 6 estilos de cerveja para harmonizar com pratos típicos do inverno

Quem disse que cerveja não combina com frio? Variedades mais encorpadas e aromáticas acompanham bem delícias como fondue e sopa

atualizado 02/07/2020 19:46

Cerveja escuraIgo Estrela/Metrópoles

Quando se fala em bebidas de frio, pensamos logo em vinhos tintos, além de conhaques e uísques. Mas, a cerveja especial, com um leque de escolas, estilos e sabores, pode não só ser um drinque que aquece o corpo, mas que também harmoniza com qualquer tipo de comida – inclusive as mais consumidas no inverno.

O beer sommelier da cervejaria Berggren, fábrica artesanal localizada em Nova Odessa (SP), Robson Vergillio, selecionou alguns pratos e sabores clássicos desta época do ano e os estilos cervejeiros que melhor combinam com cada um. Veja:

Caldo verde com IPA

Sopa em casa é assim: improvável fazer duas iguais, mesmo em se tratando de receitas tradicionais como canja e caldo verde. Pode legume, pode hortaliça, pode arroz, macarrão, feijão. Pode quase tudo. “Parece improvável, mas sopa combina com cerveja. Há diversos tipos de sopa, como o caldo verde, que combina com uma India Pale Ale, justamente por suas notas florais e cítricas, além do corpo médio e do amargor intenso”, instrui Vergillio, que recomenda seguir as instruções de temperatura que constam nos rótulos das bebidas para saborear melhor.

Cerveja Berggren IPA, R$ 17,99

Pimenta com Pale Ale

A comida apimentada também aquece o corpo e é uma boa pedida para variar o menu entre tantos pratos clássicos da estação: pratos como chilli, tacos e burritos se saem bem com cervejas do estilo Pale Ale. “No aroma, o lúpulo surge em primeiro plano, trazendo notas cítricas e, no sabor, o amargor é equilibrado pelo dulçor do malte”, comenta o beer sommelier.

Pack de 6 latas Tupiniquim Premium Pale Ale, R$ 42,64

Feijoada com Witbier

A clássica feijoada, quente e apimentada, é um abraço no estômago em dias frios. Para o brinde, o ideal é pensar em cervejas mais leves para equilibrar com o prato gorduroso. “A Witbier é uma boa opção. Além da semente de coentro, a Witbier da Berggren possui raspas da casca de laranja e limão, ingredientes que lhe conferem um toque de criticidade”, garante Vergillio.

Witbier Berggren, R$ 33,99

Fondue de queijo com Strong Ale

O romance da fondue não deve ser descartado por quem não é muito fã de vinho: segundo Vergillio, o estilo Strong Ale combina perfeitamente com a tradicional fondue de queijo. “A Strong Ale tem aroma marcante e intenso, textura licorosa e um toque de amargor mais pronunciado”, explica. O estilo surgiu com o fim da Segunda Guerra Mundial, na Bélgica: o primeiro exemplar foi a Duvel, termo que no flamengo significa “diabo”. A brincadeira se dá porque a bebida parece ser menos alcoólica do que realmente é, e pode render bebedeiras homéricas.

Cerveja Hoccus Poccus Strong Golden Ale, R$ 24,90

Chocolate com Porter

A dica vale tanto para a fondue de chocolate, quanto com qualquer sobremesa que leve o doce delicioso: harmonize com uma Porter. “Com ampla variação de aromas torrados, permeando entre café, chocolate, biscoito e até o toffee, possui sabor e amargor equilibrado entre os lúpulos e maltes torrados presentes na receita”, ensina Vergillio.

Porter da Berggren, R$ 35,99

Crème Brûlée com Weissbier

Quer sobremesa mais quentinha que uma que passou pelo maçarico? O francês crème brûlée leva gemas, creme de leite fresco e baunilha e se sai muito bem quando escoltado por uma Weissbier. “Como a cerveja não passa pelo processo de filtração, ela mantém parte das leveduras na garrafa conferindo aspecto turvo à bebida. No aroma apresenta notas delicadas de cravo e banana, típicas do estilo, e no sabor um perfeito equilíbrio entre os ingredientes”, comenta o beer sommelier.

Weissbier da Berggren, R$ 30,99

Os valores mencionados se referem à data de publicação da matéria e podem sofrer alterações de acordo com os critérios de cada loja. O Metrópoles não comercializa os produtos ou serviços citados.

Mais Vitrine M
Newsletter