Com Lara Torres, Wine Consulting se destaca no mercado de vinhos

Focada no público feminino, empresa oferece cursos, workshops, consultoria e venda de bebidas

atualizado 22/10/2021 18:23

Mulher sorri e segura garrafa de vinhoFoto: Hugo Barreto/Metrópoles

“O universo do vinho ainda é muito masculino”, afirma a empresária e enóloga Lara Magalhães Torres. E foi essa constatação que a motivou a criar a Wine Consulting, uma empresa que fomenta o conhecimento sobre a bebida para mulheres. Agora, ela já atua há dois anos no mercado de consultoria, cursos e workshops sobre vinhos e comanda um e-commerce nacional com mais de 700 rótulos. 

De acordo com Lara, era comum estar presente em eventos em que os homens bebiam um vinho e as mulheres outro. “Existia uma ideia de que elas não sabiam beber e por isso não mereciam beber o mesmo que eles”, lembra. A empresária então começou a capacitar mulheres a tomarem as próprias decisões na hora de escolher rótulos. 

Publicidade do parceiro Metrópoles
0

Ela conta que a ideia é que as clientes que passam por seus cursos saibam escolher de acordo com as próprias referências. 

É bebendo que se aprende

Idealizada para oferecer cursos, workshops e consultorias, a Wine Consulting aposta em um formato diferenciado para ensinar as clientes. O responsável pelas aulas é o presidente da Associação Brasileira de Sommeliers do DF, Sérgio Pires. Mas não é só de teoria que se forma um enólogo. 

“Se você bebe, você aprende”, defende Lara. E com essa base ela criou um formato de cursos, em parceria com Patrícia Vaz, que entrega teoria e prática, com degustações de vinhos e harmonizações de pratos. 

Os cursos (a partir de R$ 1.600) são divididos entre básico, intermediário e avançado. De maneira geral, são quatro módulos de cerca de três horas. “Cada aula conta com degustações de cinco vinhos e três harmonizações com pratos assinados pela chef Patrícia Leal”, explica a empreendedora. 

lara torres com taça de vinho
Lara utiliza cursos e workshops para ajudar mulheres a compreenderem o próprio paladar

Lara ressalta que também que são oferecidos materiais didáticos, como apostilas, e preparam surpresas para as alunas. Ao Metrópoles, ela explica que conta ainda com a participação de mais uma mulher empreendedora, Adriana Labarrère, à frente da chocolateria LaBarr.

Dividir e conquistar

A ideia de fomentar o conhecimento sobre vinhos entre as mulheres não ficou apenas no DF. Lara Torres resolveu crescer e começou a expansão da Wine Consulting com uma loja em Patos de Minas, cidade natal da empresária. 

“Quero levar o estudo sobre o tema para essas cidades, e não apenas vender o vinho. Meu intuito é fomentar as cidades do interior, pois vejo que elas têm muito potencial de aprendizado”, explica. 

Além da unidade em Patos, a Wine Consulting também está presente em Itumbiara (GO) e Unaí (MG). 

Champanhe do tapete vermelho

Lara Magalhães Torres também é o rosto do champanhe Piper em Brasília. A enóloga foi escolhida como embaixadora da marca na capital do país e é responsável por apresentar a bebida aos brasilienses. 

Os rótulos franceses da região de Champagne, na França, chegaram ao Brasil em 2020 e conquistaram o público. “A linha brut tem impressionado bastante. Ela está entre as três bebidas mais vendidas da Wine”, revela a empresária. 

A Piper é a marca oficial de champanhes do Oscar e do Festival de Cannes e possui cinco opções disponíveis no Brasil. Entre elas, destaque para a Piper Rare, que é envasada em uma garrafa preta com desenhos banhados a ouro. 

Publicidade do parceiro Metrópoles
0
Três dicas para começar a beber vinho

Na Wine Consulting, Lara Torres aposta também em consultorias gratuitas. Quem quiser ajuda para escolher um rótulo, harmonizar pratos ou saber a quantidade ideal de garrafas para um evento, pode entrar em contato.

Ela fez uma consultoria especial para as leitoras do Metrópoles que querem começar a degustar vinhos. Afinal, ela defende que a bebida ganha cada vez mais espaço e está acessível a todos os públicos. “Você consegue comprar um bom vinho a partir da faixa dos vinte e poucos reais.” Anote as dicas da especialista para começar a apreciar o produto!

taça de vinho
Os vinhos brancos são boas opções para quem quer algo leve e refrescante

1. Comece pelos meio secos: se a pessoa não conhecer o próprio paladar, a indicação certeira são os meio secos. “Eles são mais fáceis de degustar e não vão dar aquela sensação de ‘banana verde’ na boca”, ensina

2. Não escolha uvas tânicas: a expert recomenda vinhos feitos de uvas como pinot noir, cabernet sauvignon ou franc e merlot.

3.  Opte por vinhos mais simples: aqui a dica é escolher rótulos menos comerciais e elaborados. “De preferência aqueles que não passam por barricas”, finaliza.

Mais lidas
Últimas notícias