Goleiro titular de Camarões é expulso da delegação por indisciplina

Onana, titular da Inter de Milão, deixou o elenco de Camarões após bater de frente com o técnico Rigobert Song

atualizado 28/11/2022 7:34

André Onana em ação na estreia de Camarões sobre a Suíça - Metrópoles Pawel Andrachiewicz/PressFocus/MB Media/Getty Images

Titular de Camarões, André Onana foi expulso da delegação horas antes do confronto decisivo contra a Sérvia. De acordo com informações internacionais, o goleiro teria batido de frente com o técnico Rigobert Song e, por conta disso, foi cortado do elenco e não disputa mais a Copa do Mundo do Catar.

Segundo a imprensa estrangeira, o desentendimento foi por conta de uma ordem tática de Song. O treinador não estaria satisfeito com a vontade de Onana em jogar com os pés. O goleiro, então, teria batido de frente com o comandante. Song, então, afirmou que não poderia manter o arqueiro como titular, já que ele não obedeceria uma ordem, e tampouco como reserva.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
Publicidade do parceiro Metrópoles 5
0

Por conta dessa situação, Song optou por cortar Onana. A Federação Camaronesa ainda não se manifestou sobre o assunto, mas, durante a escalação oficial dos africanos no jogo contra a Sérvia, o goleiro é o único jogador ausente. Devis Epassy, de 29 anos, foi encarregado de defender a meta dos Leões contra a Sérvia.

Camarões agora conta com dois goleiros: Epassy, de 29 anos, e Simon Ngapandouetnbu, de 19. Enquanto o primeiro defende o Abha, da Arábia Saudita, o jovem atua pelo Olympique de Marseille, da França.

Dentro de campo, a situação dos africanos não é das melhores. Após a derrota para a Suíça na estreia, por 1 x 0, Camarões precisa da vitória contra a Sérvia para continuar sonhando com a classificação. Em caso de derrota, a seleção de Onana está eliminada e volta para casa mais cedo.

Mais lidas
Vídeos
Últimas notícias