*
 

A Seleção Brasileira faz, neste domingo (10/6), contra a Áustria, em Viena, o último amistoso de preparação para a Copa do Mundo da Rússia. Pouco depois da partida, prevista para as 11h, no Estádio Ernst Happel, a delegação viajará para Sochi, onde estabelecerá seu quartel-general no país-sede do Mundial. O técnico Tite espera desembarcar com a certeza de que o caminho para o hexa está bem traçado.

Esse trajeto passa pela recuperação 100% do craque Neymar. Pela primeira vez desde que sofreu fratura no pé direito, em 25 de fevereiro, o principal astro da seleção começará uma partida. Embora não esteja totalmente pronto, o atacante do Paris Saint-Germain demonstra confiança, não tem receio de se expor em jogadas ríspidas e parece mesmo focado na Copa do Mundo.

Com a estrela da companhia presente, Tite escala a equipe que considera a melhor no momento, ofensiva, embora não garanta que seja a da estreia na Copa. Mas se o desempenho for bom, ele não terá dúvida: é o time que jogará contra a Suíça.

A equipe terá dois meias que jogam avançados, Willian e Philippe Coutinho, e um centroavante que tem tanto boa movimentação quanto presença de área. E Neymar.

Tite quer esse quarteto pressionando os austríacos, embora de certa forma ainda careça de entrosamento, pois até agora eles só jogaram juntos três vezes, e em partes de partidas — duas pelas Eliminatórias e no amistoso com a Croácia —, num total de 60 minutos.

 

 

COMENTE

AmistosoSeleção Brasileiraneymarcopa do mundo 2018
comunicar erro à redação

Leia mais: Futebol