Taylor Hawkins: exame detectou opioides, antidepressivos e maconha

IML segue fazendo exames para definir causa da morte. Baterista do Foo Fighters foi encontrado morto, ao 50 anos, em hotel de Bogotá

atualizado 27/03/2022 12:18

Taylor Hawkins Reprodução/ Instagram

Um exame toxicológico apontou que Taylor Hawkins, baterista do Foo Fighters encontrado morto na última sexta-feira (25/3) em um quarto de hotel na Colômbia, tinha 10 substâncias em seu organismo como antidepressivos tricíclicos, benzodiazepínicos, opioides e maconha.

As informações são do jornal El Tiempo. O resultado do exame consta de um informe da Procuradoria-Geral da República da Colômbia, que explicou que o Instituto Médico Legal ainda continua a perícia médica para esclarecer qual foi o motivo da morte.

Por enquanto, a polícia descarta a hipótese de morte violenta, mas ainda não fechou uma conclusão sobre como Hawkins veio a óbito.

A morte do baterista foi anunciada pelo próprio Foo Fighters nas redes sociais, deixando fãs de todo o mundo comovidos. A banda se apresentaria no festival Lollapalooza, em São Paulo, neste domingo (27/3), e também se apresentaria no festival Picnic, em Bogotá, no último sábado (26/3). Todas as apresentações foram canceladas.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
0

Segundo informações da polícia colombiana, em nota divulgada no sábado, o músico teria sentido “dor no peito” antes de falecer. “A Central de Regulação de Urgências e Emergências da cidade recebeu o relatório sobre um paciente com dor no peito em um hotel ao norte da cidade. Uma ambulância foi enviada para atender o caso. Porém, na chegada das equipes da Secretaria de Saúde, havia um celular para consulta da empresa EMI”, explicaram.

Mais lidas
Últimas notícias