PMDF apreende 5,5 mil carteiras de cigarro que vinham do Paraguai

A grande quantidade de caixas dentro do veículo chamou atenção dos militares, perto de Planaltina. Uma arma de fogo também foi apreendida

atualizado 11/02/2020 11:03

PMDF/Divulgação

Um carregamento com 5.500 carteiras de cigarro foi apreendido pela Polícia Militar durante um ponto de bloqueio em Planaltina. O flagrante ocorreu por volta das 22h30 dessa segunda-feira (10/02/2020).

O cigarro estava escondido em um carro que foi abordado na DF-345. A grande quantidade de caixas dentro do veículo chamou atenção dos militares. Os policiais identificaram que a mercadoria era do Paraguai.

Durante as buscas, foi localizada uma mochila com uma pistola calibre .380. Além da arma, os PMs acharam oito munições intactas e duas deflagradas. O condutor informou que adquiriu o cigarro em Anápolis e iria revendê-lo em cidades do norte de Goiás.

PMDF/Divulgação

O suspeito recebeu voz de prisão e foi conduzido para a 16ª Delegacia de Polícia (Planaltina). Ele foi autuado por descaminho, porte ilegal de arma de fogo de uso permitido, acessório ou munição.

Na madrugada desta terça-feira (11/02/2020), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu 350 mil maços de cigarros contrabandeados do Paraguai, que estavam sendo transportados em um caminhão, em Luziânia (GO), no Entorno do Distrito Federal.

O flagrante foi feito na BR-040, por volta de 0h30. Agentes da PRF perceberam um caminhão Mercedes Benz que realizou uma manobra brusca para entrar em um posto de combustível, após avistar a viatura, às margens da rodovia. Ao ser abordado, o condutor não apresentou documentos fiscais da carga que, inclusive, não tinha identificação alguma.

Após conduzir o veículo à unidade da PRF em Santa Maria, e realizar vistoria nele e na carga, os policiais encontraram 350 mil carteiras de cigarros contrabandeados, que estavam acomodadas em 700 caixas. A carga está avaliada em mais de um milhão de reais.

O motorista, 39 anos, informou que pegou a carga em Toledo (PR) e a deixaria em Valparaíso de Goiás. Informou que receberia 20 mil reais pelo frete.

Ele foi preso em flagrante e conduzido para a Polícia Federal (PF) em Brasília, juntamente com a carga e o veículo, e responderá pelo crime de Contrabando.

Últimas notícias