PCDF prende estudante de agronomia acusado de traficar drogas na UnB

O rapaz fazia estágio no Centro de Excelência para o Turismo (CET) da instituição, onde escondia e vendia os entorpecentes

atualizado 26/06/2018 15:47

PCDF/Divulgação

Um aluno da faculdade de agronomia da Universidade de Brasília (UnB) foi preso por agentes da 30ª Delegacia de Polícia (São Sebastião) com aproximadamente 7kg de maconha (skunk e haxixe), entre outras drogas, além de R$ 550 em espécie. O rapaz fazia estágio no Centro de Excelência para o Turismo (CET) da instituição.

Segundo a Polícia Civil, o estudante utilizava o espaço interno do setor de documentação do CET para armazenar e vender as drogas. Toda ação foi filmada e faz parte de um desdobramento da Operação Sombra, deflagrada em 15 de junho deste ano. O aluno também guardava diversos comprovantes de transferências bancárias.

A prisão ocorreu três dias depois do assassinato do estudante de filosofia Jiwago Henrique de Jesus Miranda, 33, na Colina. O homicídio, segundo a Polícia Civil, estaria relacionado ao tráfico de drogas dentro da universidade.

Um cachimbo usado para consumir crack foi apreendido ao lado do corpo, encontrado no final da tarde de sábado (23/6) em um matagal perto do Bloco J da Colina. Jiwago morreu com golpes de pedra.

Sobre o consumo de drogas na instituição, a universidade afirmou que procura conscientizar a comunidade a respeito dos riscos da ingestão de substâncias lícitas e ilícitas – por meio de ações de extensão, projetos de pesquisa e acolhimento, regras de convivência, entre outros.

“Está em fase de estruturação o Núcleo de Estudos, Pesquisas e Atendimentos em Saúde Mental e Drogas (Nepasd), vinculado ao Instituto de Psicologia, que terá como foco os estudantes da instituição. Nos casos em que há denúncias formais sobre práticas ilegais, a UnB aciona os órgãos competentes e abre processo disciplinar, conforme a necessidade”, informou a Universidade de Brasília, por meio de nota.

Últimas notícias