Aumentam os casos de feminicídio e de violência doméstica no DF

Balanço da criminalidade foi apresentado nesta quinta-feira (11/07/2019) pela Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal

Hugo Barreto/MetrópolesHugo Barreto/Metrópoles

atualizado 11/07/2019 16:31

Os casos de feminicídios no Distrito Federal aumentaram no primeiro semestre de 2019, em comparação ao mesmo período do ano passado. De janeiro a junho, foram 14 casos confirmados, contra 13 em 2018. Mas o número que mais aumentou foi o de tentativa de feminicídio: de 31 para 55 – um crescimento de 45% nesse tipo de crime. Os dados foram divulgados pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-DF) em balanço realizado nesta quinta-feira (11/07/2019).

“O feminicídio é um crime que nos preocupa muito, mas estamos estudando um a um. É muito difícil, por ser intramuros, mas pretendemos resolver”, afirmou o secretário da pasta, Anderson Torres.

De acordo com o estudo, a grande maioria desses crimes contra as mulheres ocorreu dentro de casa (87,8%). O uso de arma branca, como facas, foi o meio mais empregado para as mortes (50%), seguido por arma de fogo (28,4%) e agressão física (8,1%).

“Em todos os casos, as pessoas já sabiam disso. É um crime que amadurece e pedimos que a população denuncie. Vamos aumentar as campanhas para o segundo semestre e contamos com a ajuda da população.”

Outro dado divulgado é o aumento de denúncias de violência doméstica. No primeiro semestre de 2018, foram registrados 7.618 casos no Distrito Federal. Já nos mesmos meses de 2019, foram 7.820.

SSP-DF

De acordo com o balanço da SSP-DF, o número roubos por dia continua o mesmo, em média 80 casos diários. Segundo o secretário, há uma crise na segurança que precisa ser enfrentada. “Nosso objetivo é ter polícia na rua e fazer investigação. O número é alto, mas se for diminuindo assim, creio que chegará a um nível aceitável.”

Homicídios

O DF também registrou um aumento nas tentativas de homicídio, de 441 (2018) para 444 (2019); e nas de latrocínio – roubo seguido de morte –, de 91 para 102. De acordo com as estatísticas das forças de segurança, o número de homicídios, no entanto, diminuiu 11%. Foram 218 casos neste ano, enquanto em 2018 houve 246 assassinatos.

O levantamento apresenta outros crimes que diminuíram neste ano, como o de latrocínio, de 14 para 12; roubo a transeunte, de 16.893 (2018) para 14.517 (2019); e lesão corporal seguida de morte, de 6 para 3.

Veja o balanço completo:

Apresentação Balanço Semestral Sspdf by Metropoles on Scribd

Últimas notícias