Polícia Militar do DF perde 10º profissional para a Covid em 10 dias

A vítima mais recente é o 2º sargento Marcelo Barros Lima, lotado no Centro de Manutenção. Ele morreu na manhã desta terça-feira (23/3)

atualizado 23/03/2021 13:06

Polícia Militar do DF perde 10º profissional para a Covid em 10 diasReprodução

A Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) perdeu, na manhã desta terça-feira (23/3), o 10º profissional para a Covid-19 em 10 dias. A vítima mais recente é o 2º sargento Marcelo Barros Lima (foto em destaque), lotado no Centro de Manutenção (Cman). Ele estava internado no Hospital Maria Auxiliadora, no Gama, mas não resistiu às complicações da doença.

Em nota de pesar, a corporação lamentou o falecimento do militar e prestou apoio aos parentes. “Aos familiares e amigos, transmitimos as nossas mais sinceras condolências pela partida do nobre policial militar.”

0

Diante da escalada dos óbitos, aumentou a pressão pela vacinação contra a Covid-19 para os profissionais de segurança no Distrito Federal. Na segunda-feira (22/3), o secretário de Saúde do DF, Osnei Okumoto, afirmou que o GDF vai incluir os integrantes das forças de segurança — assim como agentes funerários, servidores da área social e do Instituto de Medicina Legal (IML) e auditores da DF Legal — nos próximos grupos prioritários para serem vacinados contra o novo coronavírus.

“Preocupa-nos muito que pessoas que estão trabalhando diretamente com pacientes com Covid tenham risco de contaminação. Estamos conversando com as categorias para tentar atender essa situação, para que tenham a proteção devida após a imunização”, destacou Okumoto.

O secretário não soube, contudo, detalhar quando essas novas categorias devem receber as doses do imunizante. Segundo ele, há previsão para chegada de mais uma remessa de vacinas ainda nesta semana, sem mencionar a quantidade exata.

“É importante frisar que o governador determinou que as forças de segurança, os conselheiros tutelares e os assistentes sociais também serão incluídos nas próximas fases”, reforçou o secretário da Casa Civil, Gustavo Rocha.

O Metrópoles apurou que, desde o início da pandemia, pelo menos 40 policiais militares morreram vítimas da Covid-19 na capital. De acordo com dados oficiais da PMDF, foram 19 óbitos ao todo. No entanto, a corporação diz que só contabilizou os falecimentos referentes a policiais da ativa.

Além disso, conforme a corporação, existem, atualmente, 107 militares afastados por terem sido diagnosticados com coronavírus. Outros 1.623 policiais da ativa já tiveram a doença, mas se recuperaram.

Últimas notícias