Ibaneis entrega hospital acoplado de Samambaia: “Sonho da população”

Unidade conta com 102 leitos para reforçar o combate à pandemia de Covid-19. Governador anunciou construção de mais dois hospitais acoplados

atualizado 28/05/2021 14:32

Ibaneis Rocha inaugura hospital acoplado de SamambaiaMilena Carvalho/Metrópoles

O governador Ibaneis Rocha (MDB) inaugurou, nesta sexta-feira (28/5), o hospital acoplado de Samambaia. Neste momento, a extensão do Hospital Regional de Samambaia servirá para atendimento às vítimas de Covid-19. Serão 102 leitos novos para o combate à pandemia.

“Que esse hospital cure muitas pessoas. Nossa função é cuidar do povo do Distrito Federal. Esse hospital era um sonho da população de Samambaia e, agora, podemos atendê-la com qualidade. Vamos tirar os projetos da gaveta e continuar ajudando o nosso povo. Foram 35 dias do início da obra até a entrega do hospital e quero construir mais dois, em Planaltina e no Paranoá. Também são sete UPAs sendo construídas nas cidades da capital”, disse Ibaneis.

Veja imagens da inauguração:

0

A maior parte dos recursos para a construção do acoplado saiu do comitê Todos Contra a Covid, coordenado pelo vice-governador Paco Britto. Com a ajuda de empresários, ele conseguiu montante superior a R$ 7 milhões para a construção da nova unidade. Outros R$ 3 milhões vieram do Instituto BRB.

“Nós estamos aqui hoje entregando essa parceria, que é a credibilidade que o senhor [Ibaneis] tem junto a esse empresariado que fez as doações. O empresariado que acredita no Ibaneis Rocha, que acredita na seriedade do nosso governo, com o apoio da Câmara legislativa e, principalmente, o respeito que ele tem por Samambaia. Colocou aqui um hospital moderno, com 102 leitos, que é um presente e legado para Samambaia e para o Distrito Federal”, destacou Paco.

O secretário de Saúde do DF, Osnei Okumoto, ressaltou a importância dos hospitais acoplados para a saúde da população do Distrito Federal. “São 119 técnicos de enfermagem, 31 enfermeiros e sete médicos que pediram para trabalhar aqui no acoplado de Samambaia”, disse o secretário.

Outras unidades

Ceilândia foi a primeira cidade a ganhar um acoplado, que funciona com quase 80 leitos, ao lado do Hospital Regional de Ceilândia (HRC). A extensão do HRC ocorreu com recursos da iniciativa privada.

Em Ceilândia, a unidade também é usada para atender às vítimas da pandemia de coronavírus. Ao fim do período mais crítico, as instalações serão usadas como uma nova ala de clínica médica do HRC.

Em maio, Ibaneis inaugurou o Hospital de Campanha do Autódromo Internacional Nelson Piquet, o Hospital de Campanha do Gama e o Hospital de Campanha de Ceilândia. Cada unidade conta com 100 leitos de UCI.

Mais lidas
Últimas notícias