Ibaneis inaugura hospital de campanha no Gama: “Zerar a fila das UTIs”

Unidade temporária é uma das três destinadas ao tratamento contra Covid-19. Nesta sexta-feira, 22 pacientes serão transferidos para o local

atualizado 07/05/2021 12:21

Ibaneis inaugura hospital de campanha no GamaArthur Menescal/Especial Metrópoles

O governador Ibaneis Rocha (MDB) inaugurou, na manhã desta sexta-feira (7/5), o Hospital de Campanha do Gama, uma das três unidades temporárias do Distrito Federal destinadas ao enfrentamento da pandemia da Covid-19. O espaço contará com 100 leitos de unidade de cuidado intermediário (UCI).

“Esse é o tipo de obra que a gente não gostaria de estar inaugurando. É algo que só se faz em tempo de pandemia”, disse Ibaneis. “Os hospitais de campanha têm o lado de zerar a fila das UTIs e, agora, teremos condições de voltar às cirurgias eletivas, já que estaremos desocupando os leitos de UTI. Temos convicção de que essa obra vai atingir o seu objetivo de dar assistência à população”, acrescentou.

Segundo o titular do Palácio do Buriti, outro hospital de campanha, montado no autódromo de Brasília, deverá ser entregue até a próxima sexta-feira (14/5).

Veja imagens da inauguração:

0

Estiveram presentes na cerimônia o secretário de Saúde do DF, Osnei Okumoto, e o vice-governador, Paco Brito. Ainda nesta sexta-feira, 22 pacientes serão transferidos para o local.

“Cada dia que passa, temos observado o surgimento de novas variantes. Estamos trabalhando para que o DF tenha leitos suficientes”, destacou Okumoto. O secretário também ressaltou a importância da vacinação.

O hospital terá equipamentos e profissionais para tratar pacientes com Covid-19. A ideia do GDF é transferir pessoas internadas e diagnosticadas com coronavírus para a unidade de campanha. Assim, será possível liberar leitos para que sejam retomadas as cirurgias eletivas na capital.

Veja fotos do Hospital de Campanha do Gama:

0

A Secretaria de Saúde do DF informa que “a unidade não vai trabalhar em esquema de porta aberta ou livre demanda. Os pacientes serão transferidos via regulação”.

Mais lidas
Últimas notícias