Hospital acoplado de Samambaia está com 80% da obra concluída

A ampliação foi financiada por doações de empresários, da ação Todos contra a Covid, além de recursos do Instituto BRB

atualizado 06/05/2021 18:25

obraVinícius de Melo/Agência Brasília

As obras de ampliação do Hospital Regional de Samambaia (HrSam) estão com 80% completas. Segundo o Govcrno do Distrito Federal (GDF), falta apenas concluir a rampa de acesso para ambulâncias e o paisagismo da área externa.

A extensão do HRSam servirá, neste momento, para atendimento às vítimas de Covid-19. Serão 102 leitos novos para o combate da pandemia.

A maior parte dos recursos para a construção do acoplado saiu do comitê Todos Contra a Covid, coordenado pelo vice-governador Paco Britto, que garantiu, com empresários, o montante de mais de R$ 7 milhões para a construção do novo hospital. Outros R$ 3 milhões vieram do Instituto BRB.

Ceilândia foi a primeira cidade a ganhar um acoplado, que funciona com quase 80 leitos, ao lado do Hospital Regional de Ceilândia (HRC). A extensão do HRC também aconteceu com recursos da iniciativa privada.

Em Ceilândia, a unidade é usada, também, para atender às vítimas da pandemia de coronavírus. Mas, com o fim do período mais crítico, as instalações serão usadas como uma nova ala de clínica médica do HRC.

Mais lidas
Últimas notícias