GDF investe R$ 15 milhões para reforçar a Ponte Costa e Silva

Novacap abre licitação de recuperação, reforço estrutural e revitalização e prevê obras até o fim de 2021

atualizado 27/04/2020 16:10

Ponte Costa e SilvaDaniel Ferreira/Metrópoles

Enquanto o projeto de construção de nova ponte em forma de duplicação da atual não passa pelo crivo do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan-DF), o Governo do Distrito Federal (GDF), via Novacap, abre licitação para encontrar empresa a fim de recuperar, fazer reforço estrutural e revitalizar a atual Ponte Costa e Silva.

O Diário Oficial do DF (DODF) indica, nesta segunda-feira (27/04), que o valor estimado é de cerca de R$ 15 milhões e que as propostas serão recebidas até 19 de maio. O prazo de execução será de 540 dias a partir da assinatura do contrato, o que deve levar a conclusão dos trabalhos para o fim do ano de 2021.

Confira a publicação:

A Costa e Silva – que passou alguns meses homenageando Honestino Guimarães e que também recebeu  adesivo de protesto com o nome de Marielle Franco – tem 400 metros de extensão e foi inaugurada em 1976.

Nem mesmo reformas anteriores impediram que a ponte fosse objeto de Ação Civil Pública em 2018, proposta pela Ordem dos Advogados do Brasil, seção DF (OAB/DF), que determinou que a obra da Ponte Costa e Silva fosse tratada como prioritária, em decorrência da urgência de reparos na referida estrutura.

Após a queda do viaduto da Galeria dos Estados, em 6 de fevereiro de 2018, diversas vistorias foram realizadas até o ano passado. A própria Novacap se baseou em relatórios técnicos de inspeção visual, feitos desde 2014, para elaborar o projeto de revitalização, com várias centenas de páginas.

Últimas notícias