Suspeito de esfaquear e ameaçar atear fogo em ex-mulher é preso

Tentativa de feminicídio ocorreu em maio, em Formosa (GO). Carlos Eduardo Soares de Farias estava foragido desde a época do crime

Reprodução

atualizado 23/11/2019 18:20

O motorista de aplicativo suspeito de tentar matar a ex-mulher a facadas e ameaçar atear fogo nela foi preso em Formosa, Entorno do DF, nesta sexta-feira (22/11/2019). Carlos Eduardo Soares de Farias (foto em destaque), 38 anos, estava foragido desde maio deste ano, após esfaquear a vítima.

Mesmo procurado pela polícia, o suspeito chegou a mandar áudios para uma amiga da ex. “Eu ainda quero botar fogo nela viva, olhar pra cara dela e rir”, declarou. As ameaças motivaram a abertura de um novo inquérito pela Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), já que o suspeito e a vítima moravam no Varjão.

Segundo testemunhas, o casal ficou junto por 12 anos. A separação ocorreu quando a mulher descobriu que Carlos Eduardo estaria envolvido com drogas. Ele foi internado em uma clínica de reabilitação e, ao sair, convidou a ex para ir à casa de um familiar dele. Na ocasião, ele deu três facadas na vítima.

Áudios

A mulher ficou dois dias internada em um hospital de Formosa e outros dois em uma unidade particular no DF. Depois disso, as ameaças continuaram. Nos áudios, o motorista diz que já está por perto e aguarda o momento para tirar a vida da vítima e depois se matar.

Ouça:

“Eu odeio muito essa mulher. Se eu pudesse arrancar cada pedaço dela, empanar e ficar olhando todo dia, para mim, isso seria um troféu”, disse.

Carlos Eduardo foi encontrado na casa da avó, em Formosa, após denúncias anônimas. Ele foi levado à Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher de Formosa e depois, transferido para o presídio da região. A reportagem não conseguiu contato com a defesa do denunciado.

Últimas notícias