DF: suspeito de balear motorista em assalto se entrega à polícia

Rafael de Souza Pereira, 20 anos, e outros dois suspeitos, que são irmãos, estão presos acusados da tentativa de latrocínio em Ceilândia

Divulgação

atualizado 24/10/2019 13:44

O terceiro suspeito de envolvimento na tentativa de latrocínio (roubo seguido de morte) do motorista da empresa São José se entregou na 23ª Delegacia de Polícia (Ceilândia Sul) nesta quinta-feira (24/10/2019). Rafael de Souza Pereira (foto em destaque), 20 anos, é acusado de ter atirado na vítima na tarde dessa quarta-feira (23/10/2019).

Policiais da 23ª DP (Ceilândia Sul), em conjunto com o 8º Batalhão da Polícia Militar, encontraram, na madrugada desta quinta-feira (24/10/2019), outros dois suspeitos de envolvimento na tentativa de latrocínio. Os irmãos confessaram o crime.

A ação também contou com o apoio da Divisão de Operação Especiais da PCDF (DOE) e do helicóptero da corporação. De acordo com o delegado da 23ª DP, Maurício Iacozzilli, um dos irmãos tem 15 anos. “Eles não falaram sobre outros crimes, mas temos suspeitas de que cometeram mais roubos”, destacou o investigador.

Crime gravado

As câmeras de segurança do ônibus onde o motorista Elson Ferreira, 29, foi baleado no rosto, durante assalto na tarde dessa quarta-feira (23/10/2019), flagraram o momento em que os bandidos entram no coletivo e atiram contra a vítima. Na imagem, é possível ver o clarão provocado pelo disparo. Segundos depois, o condutor perde o controle do veículo e bate em um muro de uma chácara, localizada no Sol Nascente, em Ceilândia.

Após balear o funcionário da empresa São José, um dos assaltantes ameaça e rouba a cobradora, levando cerca de R$ 70 do caixa. Os dois fogem correndo por uma rua que cerca o Condomínio Novo Horizonte.

Reprodução
O motorista levou um tiro no rosto

Segundo a Polícia Civil, a vítima recebeu os primeiros socorros do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e foi encaminhada para a sala vermelha do Hospital Regional da Ceilândia (HRC). A unidade transferiu o motorista para o Hospital de Base posteriormente e a última informação é de que Elson não corre risco de morrer.

Manifestação

Na manhã desta quinta-feira (24/10/2019), trabalhadores da São José fizeram um protesto contra a falta de segurança. As paradas de ônibus ficaram cheias de passageiros à espera dos coletivos.

De acordo com a assessoria de comunicação das empresa de ônibus do DF, apenas rodoviários da empresa São José, que atende as regiões administrativas de Ceilândia e Brazlândia, cruzaram os braços. Os terminais atingidos foram: QNQ, M Norte e Setor O. Depois de três horas, os coletivos voltaram a circular.

Últimas notícias