Conheça o plano de governo do candidato ao GDF Rafael Parente (PSB)

Parente quer entregar pelo menos 40 escolas e 100 creches até o fim do mandato. No âmbito da Saúde, o candidato propõe extinguir o Iges-DF

atualizado 18/08/2022 21:39

Homem de terno e gravata azul sorrindoRafaela Felicciano/Metrópoles

O programa de governo de Rafael Parente, candidato do PSB ao Palácio do Buriti nas eleições de outubro, prioriza Educação, Saúde, Geração de Emprego e Renda, Mobilidade e Segurança.

O plano, que tem 14 páginas, foi apresentado ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O documento lista as propostas de Parente para governar o DF pelos próximos quatro anos, caso eleito.

Presidente, governador, senador e deputados: veja quem são os candidatos nas Eleições 2022

Confira algumas das propostas do candidato:

Educação

O plano de governo de Rafael Parente prevê, no âmbito da Educação, zerar a fila de vagas em creche com a construção de creches públicas. A meta é entregar pelo menos 40 novas escolas e 100 novas creches até o fim do mandato.

Caso eleito, o político quer aumentar o número de escolas em tempo integral: 60% de educação infantil e anos iniciais, 50% de anos finais e 50% de ensino médio. Além disso, um eventual governo de Parente pretende oferecer educação financeira, programação, introdução ao direito civil e competências socioemocionais em todas as escolas.

Saúde

Na área da saúde, o candidato do PSB propõe, em seu plano, entregar três novos hospitais e oito novas UPAs. Assim como alguns outros políticos que concorrem ao GDF, Parente promete extinguir o Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF) – entidade responsável pela administração do Hospital de Base, do Hospital Regional de Santa Maria e das Unidades de Pronto Atendimento (UPA) – e criar uma empresa pública da saúde inspirada na empresa do estado do Maranhão.

Seu eventual governo também pretende aumentar para 95% a cobertura da Atenção Básica, com equipes completas (médico, enfermeiro, técnicos em enfermagem e agentes comunitários de saúde), garantindo a saúde materna e infantil e a prevenção e o acompanhamento de doenças crônicas.

Dois candidatos ao GDF têm ações de impugnação contra candidaturas

Geração de Emprego e Renda

Rafael Parente tem como meta diminuir o desemprego para menos de 7%. Para o candidato ao Buriti, é preciso ainda diminuir a carga tributária para contribuintes (em especial os mais vulneráveis) e para o setor produtivo (em especial pequenas empresas).

Outro ponto que consta no programa de governo do político é organizar e efetivar os fundos públicos de apoio e fomento à produção com foco em cidadania, emprego e geração de renda na área de turismo e eventos, tornando o DF um destino nacional e internacional de turismo para negócios, cívico, arquitetônico, religioso e de entretenimento.

Mobilidade

Em relação ao transporte público, a proposta é diversificar e modernizar por meio da troca da matriz energética, implementando uma frota 100% elétrica com produção de energia local, limpa e barata.

Outro ponto é “diminuir o valor diário pago para mobilidade integrada para R$ 4,00”. Parente também quer reinserir vans regulares com funcionamento por aplicativo no sistema de transporte público em frota de veículos 100% elétrica.

Segurança

Por fim, no âmbito da segurança pública, Rafael Parente tem como objetivo diminuir os crimes relacionados a preconceitos de raça, cor, gênero, religião, identidade ou orientação sexual em pelo menos 50%, por meio da criação de três novas unidades especializadas da segurança como a Decrin.

O candidato também quer criar a estratégia de Centros de Cidadania, a partir dos Centros Olímpicos, com a ampliação para ambientes de bibliotecas, cultura, contraturnos e serviços voltados para a cidadania e direitos sociais. Recuperar a defasagem salarial das forças policiais é outra meta de governo.

Confira o plano completo:

Plano de Governo – Rafael Parente by Ana Karolline Rodrigues on Scribd

Mais lidas
Últimas notícias