GDF abre seleção para empregar 300 pessoas com deficiência

Processo ocorre em 29 e 30 de agosto, na estação do metrô da 112 Sul. Há oportunidades para diversos cargos

Andre Borges/Esp. MetrópolesAndre Borges/Esp. Metrópoles

atualizado 14/08/2019 18:52

A Secretaria de Justiça e Cidadania do Distrito Federal (Sejus-DF) vai abrir processo seletivo para intermediar a contratação de 300 pessoas com deficiência em 29 e 30 de agosto, na Estação da Cidadania do Metrô, na 112 Sul. A iniciativa é da pasta, em parceria com o Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT), com a Secretaria do Trabalho e com as empresas privadas que receberão os escolhidos.

As vagas serão distribuídas para empresas privadas da cidade nas seguintes áreas: operador de telemarketing, auxiliar de manutenção, auxiliar de limpeza, empacotador, frentista, programador de Java/PHP, recepcionista, copeira, consultor de vendas, enfermeiro, motorista, auxiliar de produção, operador de loja, técnico de suporte, entre outras.

“Nosso objetivo, com esse evento, é reunir as empresas que precisam cumprir a Lei de Cotas e as pessoas com deficiência à procura de um espaço no mercado de trabalho. Mas é fundamental que essa contratação não seja vista apenas como uma obrigação legal. Precisamos romper com o preconceito e a discriminação”, avalia o titular da Sejus, Gustavo Rocha.

Portas abertas

Com apoio também do Fórum de Inclusão das Pessoas com Deficiência, que congrega representantes da sociedade civil e do governo em torno da causa, é a segunda ação do chamado “ Dia D para a Pessoa com Deficiência”, cuja primeira edição foi em março.

“É importante ressaltar que, para participar, o candidato deve se dirigir antes a uma Agência do Trabalhador onde será realizada avaliação do seu perfil”, alerta a Sejus, por meio de nota. Depois dessa etapa, o interessado receberá carta de encaminhamento para apresentar nos dias do evento. É preciso levar cópias do currículo e do laudo médico.

O subsecretário de Direitos Humanos, Juvenal Araújo, lembra que na primeira edição foram oferecidas cerca de 200 vagas em 30 empresas do DF. “Agora, a oferta de vagas é ainda maior. É importante as pessoas com deficiência se programarem para participar de mais essa ação da Sejus, que vai beneficiá-las abrindo as portas do mercado de trabalho”, animou-se.

Em nota, a pasta pontuou esperar “contribuir para a ampliação do número dessas pessoas no mercado formal de trabalho e incentivar o cumprimento da Lei nº 8213/91, que estabelece a reserva legal de vagas nas empresas para contratação de pessoas com deficiência”. (com informações da Sejus)

Últimas notícias