Os bastidores das notícias, e os principais personagens, que movimentam a política do Distrito Federal

GDF antecipa vacinação de vigilantes e libera 300 doses nesta sexta

Anúncio foi feito pelo presidente do comitê de vacina, Divino Valero, e aplicação será feita em profissionais que comprovem estarem na ativa

atualizado 18/06/2021 18:41

VacinaçãoGustavo Moreno / Metrópoles

O Governo do Distrito Federal (GDF) autorizou antecipar para o início da noite desta sexta-feira (18/6) a vacinação da categoria de vigilantes que estejam na ativa e devidamente empregados. A informação foi dada ao Metrópoles pelo subsecretário de Vigilância Epidemiológica, Divino Valero, presidente do comitê de vacina da Secretaria de Saúde.

Segundo o gestor, a vacinação funcionará entre 18h30 e 23h59 exclusivamente no posto montado nas proximidades do Quartel General (QG) do Exército, no Setor Militar Urbano. “Serão 300 doses disponibilizadas nesta sexta-feira”, disse.

Para se vacinar, é preciso que o trabalhador apresente um crachá atualizado e documentos pessoais que comprovem a atividade profissional. Até então, o início da campanha para vacinar a categoria estava previsto para a próxima semana, mas a Secretaria de Saúde conseguiu antecipar a aplicação de doses para os vigilantes da ativa.

A decisão de imunizar os vigilantes ocorreu após reunião do governador Ibaneis Rocha (MDB) com o presidente da Câmara Legislativa (CLDF), o deputado distrital Rafael Prudente (MDB), e o deputado Robério Negreiros (PSD), na última quarta-feira (16/6), no Palácio do Buriti.

“O governador se comprometeu a partir da semana que vem deixar 3 mil doses semanais exclusivas para os vigilantes que estejam na ativa, empregados e nas frentes de trabalho. Isso aí foi uma vitória muito grande”, afirmou Negreiros, que estará na vacinação com o presidente do Sindicato das Empresas de Segurança Privada do Distrito Federal (Sindesp-DF), Luis Gustavo Barra.

Pelos cálculos do GDF, hoje trabalham no DF 18 mil vigilantes com carteira assinada. A reunião também contou com a presença do secretário de Saúde, Osnei Okumoto. A partir da próxima semana, o governo definirá a lista de vacinação a partir dos cadastros das empresas e dos contratos em vigor.

Últimas notícias