Senadores aliados de André Mendonça dão “ultimato” a Davi Alcolumbre

Parlamentares esperam que o presidente da CCJ do Senado anuncie até a terça-feira (5/10) a data da sabatina do indicado ao STF

atualizado 01/10/2021 15:18

Ministro Justiça André Mendonça Coletiva TSE no centro divulgação das eleições CDE. Na foto Ministro Luiz Carlos Barroso eleicoes brasil 6Igo Estrela/Metrópoles

Senadores aliados de André Mendonça deram uma espécie de “ultimato” para que Davi Alcolumbre (DEM-AP) marque a sabatina do indicado do presidente Jair Bolsonaro ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Nos bastidores, esses senadores prometem aumentar a pressão sobre Alcolumbre, caso ele não anuncie até a próxima terça-feira (5/10) a data da sabatina de Mendonça na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado.

Segundo parlamentares que defendem a indicação de Mendonça, integrantes da cúpula do Senado teriam sinalizado que Alcolumbre anunciaria a data da sabatina na CCJ até a próxima terça.

Em entrevista à Rádio Gaúcha nesta sexta-feira (1º/10), o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), disse ter conversado com Alcolumbre e afirmou acreditar que a sabatina ocorrerá ainda em outubro.

Interlocutores de Alcolumbre, porém, dizem que ainda não há previsão de anúncio da sabatina. O senador está desde o início da semana no Amapá, seu reduto eleitoral, de onde deve retornar para Brasília na segunda-feira (4/10).

 

Últimas notícias