Pacheco cobra de Alcolumbre sabatina de Mendonça ao STF

Indicação de ex-ministro da Justiça para vaga no Supremo está parada há mais de 70 dias

atualizado 24/09/2021 20:05

Presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG)Igo Estrela/Metrópoles

Em visita a São Paulo nesta sexta-feira (24/9), o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, fez uma cobrança pública ao presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP), pela marcação da sabatina de André Mendonça ao Supremo Tribunal Federal (STF).

“A sabatina de André Mendonça é tarefa e missão constitucional da CCJ, que precisa designar uma data de esforço concentrado para presença física de senadores em Brasília para que possa haver deliberação”, afirmou Pacheco.

As informações foram publicadas pelo portal Uol.

O nome do ex-ministro da Justiça foi indicado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em 13 de julho para a vaga deixada por Marco Aurélio Mello no STF. Mendonça aguarda a sabatina há mais de 70 dias.

De acordo com Pacheco, mesmo com a pandemia, já foram realizadas muitas sabatinas no primeiro semestre, incluindo a que foi responsável por reconduzir Augusto Aras ao cargo de procurador-geral da República, também indicação de Bolsonaro.

“Acredito que isso possa se resolver muito brevemente. Estou me esforçando muito para isso na tratativa com Alcolumbre, para que possamos o quanto antes fazer essa sabatina e as outras todas pendentes no Senado”, declarou Pacheco.

Últimas notícias