Notícias, furos e bastidores de política e economia. Com Gustavo Zucchi

Pacheco comunica a ACM Neto que deixará o DEM para se filiar ao PSD

Senador acertará detalhes da cerimônia de filiação em encontro com o presidente do PSD, Gilberto Kassab, nesta quarta-feira (20/10)

atualizado 20/10/2021 9:40

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), chega para reunião com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz FuxHugo Barreto/Metrópoles

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (MG), avisou formalmente ao presidente nacional do DEM, ACM Neto, que deixará o partido para se filiar ao PSD. O comunicado foi feito em um encontro entre os dois na noite dessa terça-feira (19/10), em Brasília.

Segundo apurou a coluna, Pacheco deve acertar os detalhes do ato de filiação à nova legenda em encontro com o presidente do PSD, Gilberto Kassab, nesta quarta-feira (20/10), na capital federal. A expectativa é que a cerimônia ocorra na próxima semana.

A filiação de Pacheco ao PSD já vinha sendo discutida nos bastidores e publicamente desde o primeiro semestre de 2021. A articulação é para que o senador seja candidato à Presidência da República pela sigla nas eleições de outubro de 2022.

Inicialmente, a expectativa era que o presidente do Senado aguardasse o resultado das prévias do PSDB, em novembro, para anunciar a filiação. Ele mudou de ideia, no entanto, após o DEM aprovar a fusão com o PSL, em 6 de outubro.

No União Brasil, nome do novo partido resultado da fusão do DEM com o PSL, Pacheco teria concorrentes internos na disputa para o Planalto. Entre eles, o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta e o apresentador Jose Luiz Datena.

Últimas notícias
Mais lidas