Notícias, furos e bastidores de política e economia. Com Gustavo Zucchi

Ex-ministro do STF Carlos Velloso anuncia voto em Lula

Carlos Velloso afirmou que votará em Lula "diante das ameaças do candidato Bolsonaro contra o sistema eleitoral brasileiro"

atualizado 28/09/2022 14:16

Hugo Barreto/Metrópoles

O ex-ministro do STF Carlos Velloso declarou, nesta quarta-feira (28/9), voto no ex-presidente Lula (PT) no primeiro turno das eleições deste ano.

Na justificativa, Velloso diz que votará no petista em razão dos ataques do presidente Jair Bolsonaro ao sistema eleitoral e ao Estado Democrático de Direito.

“Diante das ameaças do candidato Bolsonaro contra o sistema eleitoral brasileiro, especialmente contra às urnas eletrônicas, reconhecidas aqui e no exterior como seguras e confiáveis, o que redunda em ameaça ao Estado Democrático de Direito, meu voto, no próximo domingo, será para o Lula”, informou o ex-ministro.

A declaração de voto do ex-ministro foi articulada pelos advogados Marco Aurélio Carvalho, Alessandra Camarano e Antônio Carlos de Almeida, o Kakay. Os três são do grupo Prerrogativas.

Velloso não foi o primeiro ex-ministro do Supremo a declarar voto em Lula. Nesta semana, Joaquim Barbosa, Nelson Jobim e Celso de Mello já afirmaram que pretendem votar no petista.

Quem é Velloso

Velloso foi indicado ao Supremo em 1990 pelo então presidente Fernando Collor. Ele ficou na Corte até janeiro de 2006. Nesse período, presidiu o STF entre maio de 1999 e maio de 2001.

Em 2019, o filho do ex-ministro, advogado Carlos Velloso Filho, chegou a ser indicado por Bolsonaro para ministro substituto do TSE. O jurista era o terceiro mais votado na lista tríplice da advocacia.

Mais lidas
Últimas notícias