Notícias, furos e bastidores de política e economia. Com Gustavo Zucchi e Victoria Abel

Vídeo: Joaquim Barbosa declara voto em Lula no 1º turno

Ex-ministro do STF Joaquim Barbosa gravou vídeo declarando apoio no ex-presidente Lula no 1º turno das eleições ao Palácio do Planalto

atualizado 27/09/2022 12:55

O PT divulgará, nesta terça-feira (27/9), o vídeo em que o ex-ministro do STF Joaquim Barbosa declara voto no ex-presidente Lula já no primeiro turno das eleições ao Palácio do Planalto deste ano.

Na gravação, obtida pela coluna, Barbosa não só pede voto em Lula, como critica duramente Jair Bolsonaro. Ele diz que o atual presidente “não é um homem sério”, “não está à altura” e “não tem dignidade” para o cargo.

“Em 2018, eu alertei os brasileiros que Jair Bolsonaro seria uma péssima escolha para Presidência da República. Bolsonaro não é um homem sério, não serve para governar um país como o nosso. Não está à altura. Não tem dignidade para ocupar um cargo dessa relevância. Nas grande democracias, Bolsonaro é visto como um ser humano abjeto, desprezível, uma pessoa a ser evitada. Esse isolamento internacional é muito ruim para o nosso país. Nós perdemos muitas oportunidades com isso. É preciso votar já em Lula no primeiro turno para encerrar essa eleição no próximo domingo”, afirma Barbosa no vídeo.

Veja o vídeo:

Como a coluna antecipou na segunda-feira (26/9), Joaquim Barbosa gravou a declaração de Paris, onde passa uma temporada. Ao todo, o ex-ministro do Supremo enviou 12 pequenos vídeos para o Brasil.

As gravações foram enviadas por ele ao ex-governador Geraldo Alckmin (PSB), vice na chapa de Lula. Os vídeos foram editados pelo marketing da campanha petista, que os reuniu em um só material.

O apoio de Barbosa ao ex-presidente da República é simbólico, uma vez que o ex-ministro foi algoz do PT durante o julgamento do mensalão no Supremo, do qual foi relator.

Em 2018, o ex-ministro chegou a ensaiar candidatura à Presidência da República pelo PSB, o que não avançou. No segundo turno, ele declarou voto em Fernando Haddad (PT).

Onda de apoios

A declaração de Joaquim Barbosa foi articulada por integrantes do Prerrogativas, grupo de advogados progressistas que apoia a eleição de Lula, com a ajuda de Alckmin.

Foram os integrantes do Prerrogativas que intermediaram o contato entre Alckmin e Barbosa na última sexta-feira (23/9), quando o ex-governador ligou para o ex-ministro do STF para pedir o apoio.

A declaração de Barbosa vem na esteira de uma série de apoios a Lula que o grupo vem articulando nos últimos dias, no esforço de tentar viabilizar a vitória do petista já no primeiro turno.

Mais lidas
Últimas notícias