Este é um espaço para celebrar a vida e as pessoas. Viaje comigo nesta aventura!

Príncipe Charles aciona advogados e diz não ser o racista da realeza

Quem fez a afirmação sobre o herdeiro do trono britânico, príncipe Charles, ser o racista real foi o autor Christopher Andersen

atualizado 29/11/2021 14:13

Uma mulher e dois homens com roupas de militares britânicosSamir Hussein/Samir Hussein/WireImage/Getty Images

Nada diferente sob as estruturas da monarquia britânica, ou seja, mais uma polêmica abalou as estruturas da família real, conforme publicou a imprensa no fim de semana. De acordo com jornais internacionais, como o The Sun e o Daily Mail, o príncipe Charles acionou os advogados após ser acusado de ser o integrante racista da realeza. Quem fez a afirmação sobre o herdeiro do trono britânico foi o autor Christopher Andersen.

Em entrevista concedida à apresentadora Oprah Winfrey, em março, o príncipe Harry e Meghan Markle afirmaram que um membro da dinastia Windsor fez um comentário racista sobre “quão escura” seria a pele do primogênito do casal, Archie. Os duques de Sussex não revelaram a identidade da pessoa. A alegação protagonizou as manchetes. A mídia especulava que a irmã de Charles, a princesa Anne, havia feito a declaração.

0

Andersen, que tem fontes próximas aos membros da dinastia Windsor, revelou, em um livro, que Charles é o “racista real”. Na obra, o autor expôs que o príncipe de Gales foi quem questionou como seria a aparência do neto Archie, em uma conversa com a esposa, Camilla Parker. Segundo o escritor, o bate-papo do casal ocorreu durante o café da manhã no dia do anúncio do noivado de Harry e Meghan, em 27 de novembro de 2017.

Um informante relatou a Andersen o comentário feito por Charles a Camilla: “Eu me pergunto como serão as crianças”. O mensageiro afirmou que a duquesa de Cornualha ficou “um tanto surpresa” com a declaração e disse: “Bem, absolutamente linda, tenho certeza”. Não satisfeita com a resposta da mulher, o príncipe continuou: “Quero dizer, qual você acha que será o tom da pele deles?”.

Meghan Markle, príncipe Harry e Archie
Mãe de Archie, Meghan tem ascendência afro-americana
Livro revelador

Vale lembrar que Meghan tem ascendência afro-americana. A revelação estampa as páginas do livro Brothers and Wives: Inside The Private Lives of William, Kate, Harry e Meghan (Irmãos e Esposas: Por Dentro das Vidas Privadas de William, Kate, Harry e Meghan, em tradução do inglês).

Por conta da notícia tomar grandes proporções, um porta-voz de Charles precisou negar as alegações e disse: “Isso é ficção e não vale a pena comentar”. Conforme apurou o jornal The Sun, o futuro rei do Reino Unido convocou os advogados para reivindicar as declarações escritas na publicação de Christopher Andersen. Ao tabloide uma fonte da realeza frisou: “As afirmações são totalmente ridículas”.

“Há uma preocupação maior de que comentar sobre isso, simplesmente venda mais livros do que realmente prejudique a reputação de Charles”, acrescentou o informante ao The Sun. No comunicado lançado na noite de domingo (28/11), o Palácio de Buckingham seguiu o mesmo ponto de vista: “Não comentamos livros desse tipo, porque, ao fazê-lo, corremos o risco de dar a eles alguma forma de autoridade e credibilidade”.

Príncipe Harry, Meghan Markle e Oprah Winfrey
Durante a conversa, a duquesa de Sussex afirmou que a realeza britânica se preocupou em quão escura a pele de seu filho seria

Para saber mais, siga o perfil da coluna no Instagram.

Mais lidas
Últimas notícias