Este é um espaço para celebrar a vida e as pessoas. Viaje comigo nesta aventura!

“Insensível”, Harry teme boicote intenso e muda projeto por Charles

O jornalista Josh Rom frisou que Harry "teme receber uma reação intensa". O príncipe trabalha em um projeto bombástico para a monarquia

atualizado 29/09/2022 10:09

Foto colorida de homem branco e ruivo atrás de homem idoso com roupas militares - Metrópoles Gregorio Borgia - WPA Pool/Getty Images

O príncipe Harry está prestes a publicar o primeiro de quatro livros em que contará memórias da vida. Com a morte da avó, a rainha Elizabeth II, ele resolveu não só adiar o lançamento, como também reescrever algumas partes. De acordo com o correspondente real Josh Rom, o duque de Sussex se surpreendeu com a comoção que os súditos expressaram pelos membros da realeza durante o funeral da matriarca da dinastia Windsor.

Em entrevista ao canal norte-americano Newsmax TV, Rom comentou: “O príncipe Harry agora está misturando capítulos e passagens de seu livro porque acha que pode parecer insensível”. O jornalista complementou à tese: “Ele teme receber uma reação intensa da publicação da autobiografia porque não esperava a adoração absoluta da família no momento da morte da rainha Elizabeth II, e a demonstração de amor [dos súditos] pelo rei Charles III e também pela rainha consorte, Camilla”.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
0

Segundo o correspondente real, o duque de Sussex não imaginava que os britânicos iriam dar “mais apoio” ao irmão, o príncipe William, e à princesa de Gales, Kate Middleton. Josh Rom não é o primeiro expert em realeza a abordar a preocupação do príncipe Harry com o conteúdo do livro. Colunista do tabloide The Sun, a jornalista Clemmie Moodie apurou que o caçula do rei Charles está receoso com a ótica dada ao pai na autobiografia e, por isso, resolveu fazer mudanças. Ele não quer ser ainda mais renegado.

Veja 7 bombas que o príncipe Harry pode revelar em livro de memórias 

“Harry quer que as seções sejam alteradas. Não é uma reescrita total de forma alguma, mas está desesperado para fazer alterações, entretanto, pode ser tarde demais”, revelou Moodie. Conforme descobriu a expert real Kinsey Schofield, o duque de Sussex teme ser “boicotado ao confidenciar algumas histórias”.

O príncipe assinou um contrato milionário com a editora Penguin Randon House para publicar quatro edições. De acordo com fontes, o trato chegou a 29 milhões de libras, o equivalente a R$ 155,84 milhões em cotação atual.

Para os experts em assuntos da realeza, a autobiografia de Harry pode abalar as estruturas da monarquia

Para saber mais, siga o perfil da coluna no Instagram.

Mais lidas
Últimas notícias