Este é um espaço para celebrar a vida e as pessoas. Viaje comigo nesta aventura!

Bilionários estão “roubando o futuro de nossos filhos”, diz príncipe William sobre viagens espaciais

Neto da rainha, William criticou Elon Musk e Jeff Bezos, os homens mais ricos do mundo, por incentivarem viagens ao espaço

atualizado 14/10/2021 10:49

Príncipe William e Jeff BezosWPA Pool/Allen Berezovsky /Getty Images

O príncipe William resolveu “puxar a orelha” dos dois homens mais poderosos do mundo, Elon Musk e Jeff Bezos. Enquanto o primeiro é considerado o mais rico do planeta por acumular US$ 200 milhões, o equivalente a mais de R$ 1 trilhão, o dono da Amazon ocupa a segunda posição da lista de magnatas, com US$ 197,7 milhões. O neto da rainha Elizabeth criticou a dupla bilionária por incentivar as viagens ao espaço em vez de atuar em prol de medidas para resolver a crise climática.

“Agora também tenho filhos e, falando com outros pais, você começa a ver o mundo de forma diferente”, sustentou o príncipe em entrevista ao podcast da BBC Newscast. Ele é pai de três crianças, George, Charlotte e Louis, com 8, 6 e 3 anos, respectivamente. No apelo, William afirmou que o mundo precisa “de alguns dos maiores cérebros e mentes concentrados em reparar este planeta, não tentar encontrar o próximo lugar para ir e morar”.

Segundo o duque de Cambridge, as ações egoístas dos poderosos estavam “roubando o futuro de nossos filhos”.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
0

A concorrência entre os poderosos segue a todo vapor. Bezos está à frente da Blue Origin, que nessa quarta-feira (13/10) levou o ator William Shatner ao espaço. O artista interpretou o Capitão Kirk no filme Jornada nas Estrelas. Atualmente com 90 anos, ele tornou-se a pessoa mais velha a fazer o trajeto. Já Elon Musk comanda a SpaceX, empresa de exploração espacial avaliada em US$ 100 bilhões, o mesmo que R$ 547 milhões.

Enquanto Bezos e Musk disputam quem vai mais longe no espaço, o príncipe William ressaltou que usará do seu “pouco” poder de influência a fim de ajudar a mudar o mundo para as gerações futuras. “Eu quero que as coisas que eu gostei, a vida ao ar livre, a natureza e o meio ambiente. Quero que isso esteja lá para meus filhos, e não apenas meus filhos, mas os filhos de todos os outros”, salientou o duque de Cambridge.

Blue Origin
Clique depois do voo da Blue Origin

Segundo na linha de sucessão ao trono britânico, William criou o Prêmio Earthshot. A iniciativa global visa homenagear profissionais que trabalham ativamente para reparar o planeta com uma série de prêmios de 1 milhão de libras, o equivalente a mais de R$ 7 milhões. A inauguração do projeto está prevista para ocorrer neste domingo (17/10). Dentre os tópicos a serem condecorados, estão restaurar a natureza, limpar o ar e consertar o clima.

“Se não tomarmos cuidado, estaremos roubando o futuro de nossos filhos por meio do que fazemos agora. E eu acho que isso não é justo. Quero usar meu pouco de influência, perfil para destacar pessoas incríveis que fazem trabalhos incríveis e ajudarei genuinamente a resolver alguns desses problemas”, disse William na entrevista da BBC. Na conversa, o príncipe pediu que ações inteligentes sejam debatidas na Conferência de Mudanças Climática da ONU, a Cop26, a ser realizada em novembro em Glasgow, na Escócia.

Príncipe William e Kate Middleton com George. Charlotte e Louis
O duque de Cambridge com os filhos, Louis, Charlotte e Louis

Para saber mais, siga o perfil da coluna no Instagram.

Mais lidas
Últimas notícias