metropoles.com

10 peculiaridades sobre a rainha Elizabeth II que nunca te contaram

A coluna compilou curiosidades pouco comentadas sobre a saudosa monarca, que construiu um legado histórico. Elizabeth morreu aos 96 anos

atualizado

Compartilhar notícia

Ben Stansall – WPA Pool/Getty Images
Mulher branca com chapéu rosa
1 de 1 Mulher branca com chapéu rosa - Foto: Ben Stansall – WPA Pool/Getty Images

A rainha Elizabeth II era uma personalidade ímpar. Ela nunca pisou os pés nas escola, mas desembarcou em mais de 116 países. A paixão pelos animais também se estendia aos cisnes. Ícone de elegância, só usava a mesma cor de esmaltes. A soberana mais longeva da história da monarquia britânica “faleceu pacificamente”, aos 96 anos, nessa quinta-feira (8/9). Como forma de se despedir, vale lembrar fatos e detalhes pouco comentados da toda-poderosa.

Parece até mentira, mas a monarca não precisava utilizar passaporte ao embarcar e desembarcar nas viagens. Para além dos carimbos no documento de identificação, a rainha tinha um time de futebol favorito. Atenta aos detalhes peculiares, a Coluna Claudia Meireles compilou 10 assuntos imperdíveis da vida de Betinha — como os brasileiros a apelidaram carinhosamente.

1 – Rainha dos cisnes

Elizabeth II também era reconhecida como a proprietária de todos os cisnes sem donos no Reino Unido. De acordo com as leis determinadas há mais de oito séculos, a monarca reinante detinha “o direito de reivindicar a propriedade” sobre os animais não marcados que nadam em águas abertas. Ela não contabilizava mais a quantidade de aves, pois a função ficou a cargo do Marcador de Cisne oficial.

0

2 – Passe livre

Enquanto os meros mortais precisam, obrigatoriamente, utilizar o passaporte do país de origem nas viagens, a falecida rainha transitava sem o documento de identificação. A regra só valia para Elizabeth, enquanto os outros integrantes da dinastia Windsor sempre mostravam a certidão. O privilégio da rainha também se estendia para a carteira de motorista.

3 – Esmalte desde 1989

Quando Elizabeth gosta de algo, costuma demonstrar. Uma das provas está no esmalte. Ela usava o mesmo tom desde 1989. Intitulada de Ballet, a tonalidade faz parte da marca Essie. Atualmente, o cosmético é vendido por US$ 7, enquanto, no Brasil, custa entre R$ 36 a R$ 38. De acordo com a fundadora da etiqueta, Essie Weingarten, a rainha chegou a enviar uma carta “solicitando” um frasco do produto e recusou qualquer outra cor.

0

4 – Bênção, madrinha!

Será que os afilhados de Elizabeth II pediam bênção após fazer a reverência? Enquanto alguns dos “protegidos” não revelaram a resposta, vale conhecer algumas curiosidades a respeito dos apadrinhados pela chefe da monarquia britânica. Em 2002, o Palácio de Buckingham contou que a soberana somava 30 afilhados, sendo que nem todos são conhecidos do público.

A primeira criança confiada à monarca foi Guper Gerard Nevill, quando ela nem era rainha. Ele morreu em 1993.

5 – Time do coração

Pensava que Elizabeth só gostava de esportes equestres? Ledo engano. Ela tinha um time de futebol queridinho, o Arsenal. Até 2007, o nome da equipe era mantido em segredo, entretanto, o assunto ganhou grandes proporções após a rainha convidar o técnico Arsène Wenger para um evento no Palácio de Buckingham. Ele treinou o grupo de 1996 a 2018.

Rainha Elizabeth II com Peter Hill-Wood e Arsène Wenge
Elizabeth II com Peter Hill-Wood e Arsène Wenger, à época treinador do Arsenal

6 – Rainha da mímica

Confidente da falecida majestade, Angela Kelly chegou a comentar que Elizabeth tinha um “senso humor perverso”. Entre as habilidades da monarca estava a imitação. Ela sabia como ninguém em reproduzir o som do desembarque de um Concorde, avião supersônico. Em bate-papo com a Associated Press, o capelão da rainha, o bispo Michael Mann, presenciou o momento da mímica. “É uma das cenas mais engraçadas que você poderia ver”, disse o religioso.

7 – Bolsa de sangue

Antes mesmo de ascender ao trono britânico, em 1952, Elizabeth viajava para os países que compõem a Commonwealth (Reino da Comunidade das Nações, em tradução do inglês). Instantaneamente, ela tornou-se rainha em uma turnê real, após a morte do pai, rei George VI. Em 96 anos de vida, a soberana visitou 116 países diferentes – entre eles, o Brasil, em 1968. Por precaução, sempre que viajava, a toda-poderosa levava na bagagem bolsas com o próprio sangue.

8 – Misteriosa

Em sete décadas de reinado, a líder da Coroa britânica nunca concedeu sequer uma entrevista à imprensa. O historiador David Starkey a apelidou de “Elizabeth, a silenciosa”. Segundo o The New York Times, a majestade continuou fiel ao “mantra” de manter a política escondida dos olhos dos súditos. Em um artigo a respeito do comando da monarca, o Daily Mail escreveu: “O apelo duradouro da rainha é que ela nunca desnudou sua alma ao público. Mesmo nesta era do confessionário das celebridades, ela permaneceu envolta de mistério”.

A rainha Elizabeth II com óculos escuros sorri para a fotografia
A rainha Elizabeth II com óculos escuros sorri para a fotografia

9 – Fora da lei

Não bastava ser a toda-poderosa do Reino Unido, a cota de privilégios dela incluía não poder ser processada ou obrigada a prestar depoimento em um tribunal. A vantagem não a isenta de sair cometendo crimes. “Responsável” por milhões de súditos, ela seguia o lema de se manter como um exemplo de reputação, conforme traz uma declaração no site oficial do Palácio de Buckingham:

Embora processos civis e criminais não possam ser contra o soberano, a rainha tem o cuidado de garantir que todas as suas atividades em sua capacidade pessoal sejam realizadas em estrita conformidade com a lei

10 – Pagamento em álcool

Matriarca da dinastia Windsor, Elizabeth podia nomear um poeta laureado do Reino Unido. Tradicionalmente, o profissional recebia o salário anual de 5.750 libras, ou seja, R$ 34,3 mil. Além do montante, o pagamento englobava um barril inteiro de xerez, vinho produzido entre Cádis e Sevilha, na Espanha. Desde 2019, a função estava ocupada por Simon Armitage.

0

Para saber mais, siga o perfil da coluna no Instagram.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações