Enem: Inep divulga gabaritos oficiais; é hora de pensar no Sisu

Por meio do sistema, as instituições públicas de ensino superior oferecem vagas para candidatos participantes do exame

Vinícius Santa Rosa/MetropolesVinícius Santa Rosa/Metropoles

atualizado 12/11/2019 7:24

Apesar da minha recomendação contrária, muitos dos estudantes que acompanho não resistiram e acabaram conferindo as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) com os gabaritos extraoficiais divulgados por cursinhos. Isso ajuda pouco e atrapalha, muito! A confiabilidade desses gabaritos é duvidosa.

Para que você tenha uma ideia, comparei dois gabaritos extraoficiais de grandes cursinhos do país. Entre eles, nas provas de linguagens e humanidades, encontrei uma divergência total de 11 itens. É isso mesmo! Professores experientes e renomados discordam entre si em sete questões na prova de linguagens e em quatro na de humanidades do primeiro dia do Enem 2019. Quem porventura tenha comparado as respostas com um desses gabaritos pode ter o resultado final bastante modificado.

No cronograma de aplicação das provas do Enem 2019, está programada para esta quarta-feira (13/11/2019) a publicação dos gabaritos oficiais. Após a conferência do desempenho junto ao gabarito oficial do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), começa uma nova etapa na busca por uma vaga universitária em 2020: o Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Quais as reais chances de aprovação?

O Sisu é o sistema informatizado do Ministério da Educação (MEC) no qual instituições públicas de ensino superior oferecem vagas para candidatos participantes do Enem. As inscrições são feitas sem pagamento de taxas pelo site.

Pelo Sisu, o candidato escolhe até duas opções de curso. É possível alterá-las durante o período de inscrição. Como política de ações afirmativas, algumas instituições oferecem vagas reservadas e outras adotam bônus na nota do candidato. Cada universidade é livre para definir os critérios de pesos de cada prova do Enem.

O cronograma do processo seletivo do Sisu para o 1º semestre de 2020 ainda não está disponível. Segundo dados do site blog do Enem, as maiores notas de corte do Sisu 2019 para medicina foram registradas em universidade que bonificam com um acréscimo de nota os estudantes que cursaram o ensino médio em determinadas regiões.

A Universidade Federal do Acre, por exemplo, deu um acréscimo de 15% na nota do Enem aos estudantes que tivessem feito o ensino médio naquele estado. Com as bonificações, essas foram as maiores notas de corte do Sisu 2019 para medicina (ampla concorrência):

  • UFRN (Caicó): 901,5 pontos;
  • UFAC (Rio Branco): 857,68;
  • UFPE (Caruaru): 853,09.

Desconsiderando as instituições de ensino que deram a bonificação para os estudantes dos estados, as notas de corte foram menores. As três maiores na modalidade de ampla concorrência foram:

  • USP (Bauru): 858,44 pontos;
  • UFPR (Curitiba): 828,36;
  • UFRJ (Rio de Janeiro): 822,46.

UnB não vai adotar mais o Sisu
A Universidade de Brasília não vai mais adotar o Sisu como ferramenta para a seleção de estudantes de graduação. Com a mudança, candidatos a vagas continuarão a usar a nota obtida no Enem. Mas, em vez de aplicá-la na plataforma do MEC, deverão se inscrever em edital próprio da UnB e indicar o Enem como critério classificatório.

A nova seleção manterá o mesmo quantitativo de vagas que eram destinadas ao Sisu e valerá para ingresso no primeiro semestre letivo de 2020. A publicação do edital ainda não tem data prevista.

Chances reais de aprovação em medicina
Recebi de candidatos aprovados no Sisu 2018 no curso de medicina da ESCS/DF a seguinte relação de quantidade de acertos x nota no Enem:

A tal da nota de corte é a pontuação mínima que você precisa para ingressar em determinado curso. O próprio sistema do Sisu calcula diariamente as notas dos candidatos. Fique atento, pois um dia você poderá estar dentro do limite de vagas e, no outro, fora. Enfim, passadas as puxadas provas do Enem, chega a hora da inscrição no Sisu, mais uma maratona vindo por aí! Boa sorte!

SOBRE O AUTOR
Paulo Pérez

Paulo Pérez, conhecido como PP, é professor, com mais de 20 anos de experiência na área da educação (ensino médio e cursinho pré-vestibular)

Últimas notícias