Polêmicos? Que nada! Mamilos masculinos podem dar muito prazer

Especialista explica porque zona erógena ainda é alvo de tabu e dá dicas para explorar potencial da região

Reprodução/FreePikReprodução/FreePik

atualizado 13/07/2019 10:01

Apesar de serem um verdadeiro playground para as preliminares, os mamilos masculinos ainda são pouco explorados durante o sexo e uma zona polêmica para muitos casais. Mas, por quê?

O sexólogo Mahmoud Baydoun revela que, na maioria das vezes, as razões para a área ser esquecida durante o sexo são “simples”: tabu e desconhecimento.

“Os mamilos são muito associados aos seios e à feminilidade. Esse preconceito é mais comum em relações heteronormativas ou entre os homens – que, muitas vezes, não se permitem sentir prazer fora da região peniana. Por medo de colocarem sua masculinidade em xeque, acabam negligenciando as várias possibilidades do sexo”, explica.

Existe um outro grupo que não se diverte por falta de informação. Embora o potencial dos seios femininos já tenha sido desvendado, muita gente não sabe que os mamilos estão entre as regiões mais sensíveis, também, do corpo masculino. “Os mamilos têm terminações nervosas que os conectam ao cérebro, proporcionando muita excitação para ambos os sexos.”

O especialista pondera, no entanto, que cada pessoa tem as suas preferências. O melhor jeito de testar se determinada carícia funciona na relação é explorando. Com consentimento, claro.

“No sexo tudo é permitido, desde que haja vontade de ambas as partes. Além disso, todo o corpo tem potencial erótico. A sensação depende da interpretação que o nosso cérebro dá a ela”, argumenta.

Os mamilos masculinos podem ser estimulados de várias maneiras. Alguns preferem ser tocados com as mãos, outros adoram lambidas, sopros e mordidas carinhosas no peito. Vale ainda alternar o gesto. “O prazer é uma construção biológica, psicológica e sociocultural. Ou seja: na hora H, importa mais quem e como a carícia é feita do que a zona erógena que está sendo ativada”, conclui Mahmoud.

Apimentando a experiência

Quem já superou os tabus e, agora, quer partir para o nível avançado, pode incrementar a experiência com sex toys. Aí vão algumas dicas para alimentar a imaginação: cubo de gelo, vela comestível e pena podem garantir sensações deliciosas no local.

Pregadores de roupa também podem ser usados, mas vale lembrar: a região é altamente sensível, também, a dor.

Nos sex shops, a oferta de produtos específicos para os mamilos não têm muito destaque, mas com um pouco de imaginação, as possibilidades são diversas. Confira alguns itens disponíveis no mercado:

 

SOBRE O AUTOR
Ranyelle Andrade

Jornalista formada pela Universidade Estácio de Sá de Brasília. Antes do Metrópoles, trabalhou na redação do Clica Brasília. Foi assessora de imprensa do Iguatemi Brasília e do Restaurante Gero, do Grupo Fasano, além de ter integrado a equipe de jornalismo do Ministério do Desenvolvimento Agrário e coordenado a comunicação da Federação Nacional dos Policiais Federais.

Últimas notícias