Ex-presidente do TCU, Carlos Átila da Silva morre aos 81 anos

O ex-ministro teve três paradas cardíacas após um mal súbito enquanto almoçava em um shopping da cidade

Divulgação/ TCUDivulgação/ TCU

atualizado 11/07/2019 20:48

O ex-ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) Carlos Átila Álvares da Silva morreu, no início da noite desta quinta-feira (11/07/2019), aos 81 anos. Ele foi levado em estado grave para o Hospital de Base de Brasília, mas não resistiu.

Átila teve um mal súbito enquanto almoçava em um shopping, pouco antes do quadro. O ex-ministro foi atendido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e sofreu três paradas cardíacas, mas foi reanimado até ser internado na unidade pública de saúde.

A família tentava transferência para um hospital particular, mas o quadro de saúde piorou e o óbito foi confirmado por volta das 20h. O motivo não foi divulgado pelos médicos.

Antes de integrar o Tribunal de Contas da União, entre 1985 e 1998, de onde também foi presidente, Carlos Átila ocupou cargos de destaque no Itamaraty – onde fez carreira como diplomata. Em 1981, enquanto ocupava um posto na Embaixada do Brasil na França, foi convidado e assumiu como porta-voz do então presidente da República João Figueiredo.

Depois de aposentar-se no TCU, passou a exercer a advocacia e também investiu o tempo como produtor da Cachaça Doministro, produzida na cidade de Alexânia (GO).

SOBRE OS AUTORES
Caio Barbieri

Cursou jornalismo no Centro Universitário de Brasília (UniCeub). Passou pelas redações do Correio Braziliense, Agência Brasil, Rádio Nacional e foi editor-adjunto da Tribuna do Brasil. Ocupou a assessoria especial no Ministério da Transparência e foi secretário-adjunto de Comunicação do GDF. Chefiou o relacionamento com a imprensa na Casa Civil, Vice-Governadoria, Secretaria de Habitação e na Secretaria de Turismo do DF. Fez consultoria para vários partidos, entidades sindicais e políticos da Câmara Legislativa e do Congresso Nacional. Assina a coluna Janela Indiscreta do Metrópoles e cobre os bastidores do poder em Brasília.

Isadora Teixeira

Formada pelo Centro Universitário Iesb, atua como repórter do Metrópoles desde 2017. Na editoria de Cidades, cobre assuntos políticos relacionados ao Distrito Federal

Últimas notícias