Vigilância Sanitária faz 3,3 mil fiscalizações no feriado de Natal em SP

O órgão multou 90 estabelecimentos que permitiram aglomeração e consumidores sem máscaras, por exemplo

atualizado 29/12/2020 21:10

Calçada lotada de pedestres em São PauloFábio Vieira/Especial Metrópoles

A Vigilância Sanitária Estadual de São Paulo realizou 3.383 fiscalizações no feriado de Natal, entre os dias 25 e 27 de dezembro.  

Ao todo, o órgão multou 90 estabelecimentos após o estado voltar à fase vermelha temporariamente. Esses locais permitiram aglomerações e consumidores sem máscaras, por exemplo. 

Segundo o órgão, bares, baladas e festas clandestinas receberam autuações por descumprirem determinações do Plano São Paulo. As restrições foram aumentadas no feriado para conter o avanço da covid-19 no estado. 

Dessa forma, a multa para os estabelecimentos que infringirem as regras de funcionamento com base no Código Sanitário pode chegar a R$ 276 mil. Já aglomeração de pessoas e falta do uso de máscara resulta em autuação de R$ 5.025,02. A Vigilância Sanitária autua em R$ 524,59 os cidadãos que não usarem a proteção facial adequada.

Entretanto, o estado saiu da fase vermelha e retornou à fase amarela e reabriu o comércio até o dia 31 de dezembro.

O estado de São Paulo tem uma média de 5,6 mil casos de covid-19 confirmados por dia em dezembro, mil a mais do que em novembro. A média diária de mortes nesse período é de 148, contra 91 do mês anterior. Quase 46 mil pessoas já morreram desde o início da pandemia.

A Vigilância Sanitária estadual fez mais de 110 mil inspeções e 1,2 mil autuações entre 1 de julho e a primeira quinzena de dezembro.  A população também pode denunciar estabelecimentos pelo disque-denúncia 0800-771-3541. A ligação é gratuita.

Últimas notícias